Vanderlei Luxemburgo é o nome ideal para assumir o time do Vitória

"Caro sim, difícil talvez, mas seja como for, o ideal seria tentar"

No comunicado do Esporte Clube Vitória acerca da demissão do técnico Marcelo Chamusca, o clube foi claro que o Flávio Tanajura assume o cargo interinamente, e em breve seria anunciado o novo comandante da comissão técnica rubro-negra, creio eu que já pensando no seu compromisso mais importante na temporada 2019 que é retornar à primeira divisão do Campeonato Brasileiro.

É evidente e que não paira qualquer dúvida que os problemas no Vitória não residem apenas em um técnico de maior qualificação, longe disso, falta tudo, sobretudo, jogadores, além de um comando firme na própria condução do clube que tenha pelo menos criatividade para fazer face as dificuldades financeiras que o Vitória atravessa após cair para a segunda divisão do futebol nacional. Isto evitando querer entrar nas questões administrativas como as investidas para reduzir o mandato do atual presidente, Ricardo David, através das antecipações das eleições que estão em andamento.

O mercado de técnico do Brasil é amplo, até semanas atrás tínhamos diversos nomes disponíveis, no último sábado, por exemplo, o técnico Osmar Loss que fez um bom trabalho no Guarani caiu após ser goleado pela Ponte Preta. Fora ele, existe técnico de qualidade fora do mercado, porém, alguns talvez longe da capacidade financeira do Leão, além de outros que a pouca visibilidade e desprestígio da Série B dificulta o desembarque em Salvador.

 

Entre os desempregados, tínhamos nomes como Adílson Batista, Celso Roth, Cristóvão Borges, Diego Aguirre, Dunga, Eduardo Baptista, Jair Ventura, Joel Santana, Nelsinho Baptista, Paulo Cézar Carpegiani, Roger Machado, Rogério Micale, Thiago Laghi, Vagner Benazzi e Claudinei Oliveira, entre outros.

No entanto, se é para de FATO MUDAR, arriscar em nome que ultrapasse a barreira de um simples técnico e que traga retorno de mídia, que facilite as contratações de jogadores, e que motive o torcedor, o nome certo e ideal seria de Vanderlei Luxemburgo. O técnico desde que deixou o Sport, em outubro de 2017, não dirigiu mais nenhuma equipe, mas tem no currículo simplesmente 5 títulos nacionais. Caro sim, difícil talvez, mas seja como for, o ideal seria tentar.

Ricardo Malhado, torcedor do Vitória e colaborador do Futebol Bahiano.

SIGA O FUTEBOL BAHIANO NO INSTAGRAM:

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*