Enderson fala sobre Guilherme: “Espero que possa buscar o caminho”

"não está respondendo da forma que a gente pensou"

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

O meia Guilherme, que foi afastado ficando de fora da viagem para Jequié, não deve permanecer no Esporte Clube Bahia. A diretoria admite a possibilidade de repassar o atleta a outro clube, ou devolvê-lo ao Corinthians e reaver o dinheiro da transferência de Juninho Capixaba. A situação fo jogador se tornou insustentável após o mesmo desistir de uma jogada no jogo contra o Sergipe e gesticular para torcida depois de ouvir as vaias.

O técnico Enderson Moreira falou na entrevista coletiva após a goleada sobre o Jequié no domingo, sobre a situação do jogador. O treinador admitiu que Guilherme não vinha rendendo o esperado e espera que o atleta possa buscar o seu caminho e ver o que é melhor para ele.

“Guilherme é um jogador de muita qualidade, mas que, infelizmente, e ele reconhece isso, teve boas oportunidades, mas ele acabou sentindo muito o golpe, demonstrando que não está respondendo da forma que a gente pensou. Espero que possa buscar o caminho, ver o que é o melhor para ele. Enquanto isso, a gente está focado nos outros atletas. Guilherme é uma pessoa muito do bem. Entendeu a nossa posição e reconhece isso, entendendo que poderia estar rendendo muito mais”, declarou.

 

Guilherme chegou ao Bahia por empréstimo até o final do ano com os salários pagos pelo Corinthians como forma de quitar a dívida pela compra do lateral-esquerdo Juninho Capixaba. O meia atuou em 11 partidas pelo tricolor até aqui na temporada (7 como titular e 4 saindo do banco) e marcou apenas um gol diante da Juazeirense. No entanto, desde sua chegada, foi alvo de críticas que foram aumentando cada vez que atuava de forma apagada, e piorou com o ocorrido da última quarta-feira.

Deixe seu comentário

3 Comentário

  1. Considerando a oportunidade, trazer Guilherme foi correto. Todavia, de igual modo, jogador não corresponde de forma alguma, então tem que ser desligado de fato. Insistir nisso não adianta mais, não há clima.

    • Correto não foi mesmo, além de, na prática, na garagem 2,5 milhões por um empréstimo poriginal um jogador de mais de 30 anos, todos sabiam que ele não rende a pelo menos 3 anos! Não dá pra passar pano para a direção não!

      • Claro que foi… é um jogador de patamar de $400 mil que veio por uma dívida que o Corinthians ia enrolar para pagar e que no final valeria muito mais que a dívida… eu entendi a lógica do negócio, talvez não tivesse feito, nem ele nem Rogério, mas Guilherme eu entendo muito mais inclusive.

2 Trackbacks / Pingbacks

  1. brand value optimization services
  2. บริการ เงิน ด่วน ต่าง จังหวัด

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*