Uniformes LGBT+ de Bahia e Vasco fazem sucesso nas arquibancadas

Camisa do Esquadrão de Aço, surgida por iniciativa da torcida, contabilizou mais de 500 peças vendidas

Foto: Felipe Oliveira/Bahia e Daniel Ramanho/Vasco

A celebração de um dos marcos engajados também pelo futebol, o Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+, acontece todos os dias 28 de junho. O feito conquistado pela categoria alcançou o cenário do futebol, ambiente historicamente masculinizado. Dessa maneira, para quebrar o paradigma, clubes como Bahia e Vasco realizaram campanhas apoiadoras à causa. Uma delas foi lançada nos jogos do Esquadrão de Aço na Arena Fonte Nova. Conhecido por incentivar várias campanhas sociais, o Tricolor lançou um uniforme em junho de 2021. Além disso, o clube também criou o primeiro clube gay do estado.

 

“A camisa se tornou uma peça muito histórica para nós do Bahia. Estamos sem lote até. Ela é muito mais vendida pelo mercado informal em vários pontos de Salvador. Muita gente ainda procura e estamos tentando ver se faremos um novo lote. A camisa é da nossa torcida e o clube autorizou o uso e depois passou a vender na loja oficial. Todos usam sem qualquer importunação”, contextualiza Onã Rudá, fundador da LGBT Tricolor, que lançou a camisa em parceria com o Bahia, em entrevista ao site Estadão.

A princípio, o Esquadrão já contabiliza mais de 500 vendas de camisas. Tanto o uniforme tricolor quanto a do Gigante da Colina foram celebrados por torcedores famosos como a campeã olímpica na maratona aquática, Ana Marcela Cunha, da equipe baiana.

Deixe seu comentário

Autor(a)

29/06/2022 às 11h20

Pedro Moraes

Jornalista, formado pela Universidade Salvador (Unifacs). Possui passagens em vários ramos da comunicação, com destaques para impresso, sites e agências de Salvador e São Paulo. Contato: [email protected]