Copa do Brasil muda categorias financeiras para 2022; veja premiações

Alteração nas categorias ocorreu devido à acessos e rebaixamentos

Responsável por munir os cofres dos clubes participantes, a Copa do Brasil vai estrear na temporada 2022 com alterações. Apesar da manutenção das equipes subdividias em categorias financeiras distintas, a edição deste ano terá modificação na quantidade de vagas e na distribuição em comparação com a última edição. Em âmbito regional, o Sport, por exemplo, receberá uma cota inferior a de R$ 990 mil, isto é, R$ 560 mil na 1ª fase deste ano.

 

Equipes como Grêmio, Santos, São Paulo, Internacional, Ceará e Cruzeiro vão ter R$ 1,15 milhão por participar da fase inicial da competição, visto que estão no seleto grupo dos 15 primeiros colocados no ranking nacional da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Em 2021, a categoria possuía quatro times, no entanto, agora recebe mais dois.

Posteriormente, o Grupo 2 engloba os seguintes times: Atlético-GO, Cuiabá, Goiás, Juventude, Coritiba e Avaí. Essas agremiações, situadas abaixo do Top 15, devem receber R$ 990 mil por entrar em campo na 1ª fase.

Por último, 68 clubes – dentro do Grupo 3 – como Vitória, Bahia de Feira e Atlético de Alagoinhas terão no cofre R$ 560 mil cada por participar da fase inicial do torneio. A principal razão da quantia inferior diz respeito à localização abaixo do top 15 e fora da elite do futebol nacional.

Em síntese, os dois últimos grupos tiveram um participante em cada removido em comparação com a edição de 2021. Vale destacar que os valores ampliam mediante o avanço de cada time na competição. Caso avancem de fase, a Chave 1 recebe 1,35 milhão de reais cada, a Chave 2 recebe R$ 1,07 milhão, e R$ 675 mil para cada classificado da Chave 3.

Questões como acessos e rebaixamentos influenciaram significativamente nas mudanças na distribuição das vagas.

Deixe seu comentário!

2 Trackbacks / Pingbacks

  1. Prefeitura de Salvador libera torcida visitante em jogos do Baianão
  2. Torcida do Ceará reprova contratação do zagueiro Lucas Ribeiro

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*