Com punição, Vitória corre contra o tempo para contratar jogadores

Leão da Barra pode inscrever novos atletas até 17 de dezembro deste ano, devido à punição da Fifa por atraso no pagamento das parcelas de empréstimo de Walter Bou

Foto: Ulisses Gama / Bahia Notícias

A corrida do Esporte Clube Vitória para remanejar o elenco para próxima temporada está a todo vapor. Ciente da punição decretada pela Fifa que limita a inscrição de novos jogadores até 2023, em função do atraso no pagamento das parcelas de empréstimo do atacante Walter Bou junto ao Boca Juniors, o Leão da Barra tem até o dia 17 de dezembro deste ano para inscrever reforços. Após o dia em que a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) voltar do recesso, a punição é acionada e passa a valer.

 

“Nosso departamento jurídico está em contato com o departamento jurídico do jogador, estamos conversando para tentar fazer o parcelamento. Entendemos e temos plena convicção de que haverá isso. O trabalho é nesse sentido. Estamos também tentando arrumar recursos para fazer frente a essa despesa, da mesma forma como o Boca Juniors. Estamos em contato com o Boca Juniors para tentar parcelar os 300 mil dólares que o clube deve ao Boca Juniors. São ações do ponto de vista administrativo. A gente vem reduzindo o custo do clube para adequar à realidade que estamos vivendo”, comentou o presidente interino do clube, Fábio Mota.

“Tenho até o dia 17, quando começa o recesso da CBF. Até lá posso inscrever jogadores. A partir de janeiro, quando abre a janela, para eu inscrever jogadores, tenho que estar com minha solução resolvida. ‘Minha’ que estou dizendo é a situação do Esporte Clube Vitória, primeiro com Walter Bou. Nós estamos trabalhando muito para resolver isso e achamos que, em janeiro, essa situação vai estar resolvida. Estamos tentando parcelar a dívida, buscando meios para pagar essa dívida”, completou.

Diante do atraso para quitar a dívida junto ao time argentino pelo atacante Bou, o valor chega a aproximadamente R$ 1 milhão. Como resultado, a punição só será invalidada conforme o clube efetue o pagamento. Acima de tudo, o episódio se repete um ano depois, visto que em dezembro e 2020, o Vitória recebeu uma punição na Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD), porém, em fevereiro de 2021, quitou as dívidas e conseguiu a liberação para regularias novos contratados.

Deixe seu comentário!

3 Comentário

  1. Tem que pagar a Paulo Carneiro isso sim ! O homi não estava recebendo nada a ponto de vender equipamentos usados (velhos mesmo) pelos pernas de paus que lá esteve….

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*