Site analisa desempenho de novo reforço do Bahia nas últimas temporadas

Guilherme, 30 anos, chega por empréstimo do Corinthians

Acertado, porém, ainda aguardando o anúncio oficial, o meia Guilherme chega ao Esporte Clube Bahia após passagens sem muito sucesso e sem corresponder por Corinthians e Athletico-PR. O jogador, de 30 anos, assinará contrato de empréstimo até o fim de 2019, com o Timão pagando todo o salário como forma de zerar a dívida de R$ 2 milhões pela compra do lateral-esquerdo Juninho Capixaba no início deste ano. Antes, o jornalista Jorge Nicola havia noticiado que o Esquadrão arcaria com 60% do salário que gira na casa dos R$ 400 mil, porém, logo após foi informado que o Tricolor não pagaria nada.

Guilherme começou a carreira no Cruzeiro e depois passou por Dínamo de Kiev, da Ucrânia, e CSKA, da Rússia. Na volta ao Brasil, acertou com o Atlético-MG, onde se destacou na conquista da Taça Libertadores de 2013. De 2011 a 2015, Guilherme jogou 147 partidas no Galo e marcou 27 gols. Em 2015, acabou se transferindo para o clube turco onde pouco atuou. Chegou ao Corinthians em 2016 custando R$ 5,7 milhões, mas não correspondeu e acabou sendo emprestado ao Atlético-PR.

Veja abaixo a análise do desempenho do jogador nas últimas três temporadas, publicado no site Globoesporte, com autoria do jornalista Ruan Melo e colaboração de Fernando Freire e Bruno Cassucci:



Guilherme em 2016 pelo Corinthians

43 jogos, 32 como titular, 2.642 minutos em campo
Substituído em 19 jogos
Gols marcados: 8

Sem engrenar no Corinthians, Guilherme foi emprestado ao Athletico em abril de 2017. Ele sofreu com uma lesão nas costas e praticamente não jogou no primeiro turno do Campeonato Brasileiro daquele ano. Quando se recuperou, virou titular e cresceu de produção no segundo turno da competição. Ao todo, ele disputou 22 jogos e marcou cinco gols.

Guilherme em 2017 pelo Corinthians e Athletico

26 jogos, 20 como titular, 1.875 minutos em campo
Substituído em dois jogos
Gols marcados: cinco

O bom desempenho no final da temporada 2017 fez com que o meia começasse 2018 como titular no Athletico e virasse peça-chave do time do então técnico Fernando Diniz. No primeiro semestre, ele marcou cinco gols e deu duas assistências. Contudo, o Furacão caiu de rendimento, foi parar na zona de rebaixamento do Brasileiro e Diniz acabou demitido. Com a chegada de Tiago Nunes, o meia perdeu a posição e não conseguiu mais recuperar o espaço no time.

Guilherme em 2018 pelo Athletico

26 jogos, 20 como titular, 1.744 minutos em campo
Substituído em 12 jogos
Gols marcados: seis

Reserva, Guilherme ainda sofreu uma nova lesão e acabou deixando o clube antes mesmo da decisão da Copa Sul-Americana. A última partida dele pelo Furacão foi no dia 27 de outubro, contra o Botafogo. Na temporada 2018, o meia entrou em campo em 26 partidas e marcou seis gols.

Por outro lado, no Bahia, Guilherme deve ter menos concorrência e, consequentemente, maior possibilidade de minutos em campo para render o esperado. No Tricolor, como Vinícius não deve renovar contrato, apenas Ramires atua como meia, sendo que o garoto vai desfalcar o time no início da temporada, porque serve à Seleção Brasileira Sub-20. Além de jogar como meia central, Guilherme também pode atuar pelos lados e, quem sabe, ocupar a vaga deixada por Zé Rafael.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*