Técnico do Brusque elogia o Bahia: “Vai bater o acesso pela qualidade”

O treinador da equipe catarinense rasgou elogios ao adversário

Foto: Lucas Wippel/Brusque

O Esporte Clube Bahia encerrou o jejum ao vencer o Brusque pelo placar de 2 a 0 na noite desta terça-feira (28), no Estádio Augusto Bauer, em Santa Catarina, pela 15ª rodada da Série B do Brasileiro. Com o triunfo, o Esquadrão contabiliza agora 28 pontos, se mantém na 3ª colocação, e abre sete pontos para o Sport (primeiro fora do G-4). Já o Brusque perde o terceiro jogo seguido em casa e segue com 17 pontos, na 12ª colocação. O treinador da equipe catarinense rasgou elogios ao adversário após a partida e frisou que o “Bahia vai bater o acesso pela qualidade do time e pelo investimento”.

 

“O Bahia é um time que com certeza vai bater o acesso pela qualidade do time que tem e pelo investimento. Sabíamos que pelo mínimo detalhe de erro faria com que a equipe finalizasse a gol com qualidade tendo em vista os nomes que eles têm no setor e não teve outra saída. A gente acabou pecando e sofrendo o gol. A eficácia do Bahia predominou”, afirmou na entrevista coletiva. “Não foi o caso do Ituano e nem do Náutico, foram contextos diferentes. Do Ituano, a gente sofre um gol muito cedo e desestabiliza toda a equipe. A gente tentou voltar para o jogo e teve a expulsão de Rodolfo e a questão do Náutico foi os dois gols muito rápidos. São contextos diferentes, mas no final de tudo pesa, porque são três derrotas em casa, o torcedor não aceita esse tipo de situação e a gente fica muito triste com isso. Mas infelizmente o resultado foge do nosso controle. O que tentamos controlar é rendimento, comportamento, treino e dentro dos limites que estamos fazendo é isso que estamos tentando entregar para o elenco”, analisou.

Luan Carlos lamentou as chances perdidas pelo Brusque ao longo da partida. “Infelizmente pecamos nos momentos cruciais e sofremos dois gols, principalmente nesse segundo que tirou muito a gente da partida e complicou nossas ações para o decorrer do jogo. Mas no geral, acredito que a equipe se comportou do jeito que tínhamos trabalhado. Claro que a gente sentiria a questão do cansaço. Vejo que Zé Matheus, Rodolfo e Balotelli tentaram dar a sustentação que a gente pediu para podermos ter a profundidade com os três atacantes. Infelizmente não surtiu efeito nas conclusões, não conseguiu ter a eficácia do gol e sofremos mais uma derrota que dói bastante”, destacou.

O Esporte Clube Bahia volta a campo no próximo domingo (03/07), às 16h, para enfrentar o Grêmio, na Arena Fonte Nova, em confronto direto na disputa pelo acesso e que marcará a reestreia do técnico Enderson Moreira na beira do campo. A partida é válida pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Já o Brusque volta a jogar em casa, agora diante do Operário, sexta-feira (1º), às 21h30, no Estádio Augusto Bauer.

Deixe seu comentário!

PUBLICIDADE

1 Trackback / Pingback

  1. Matemáticos apontam Bahia com 60,9% de chances de acesso à Série A

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*