Possível contratação de Marcinho pelo Bahia repercute entre torcedores

Uma foto do treino do Bahia viralizou na internet.

Foto: Reprodução

Na última semana, o jornalista Emerson Júnior, da Rádio CBN/Correio e TV Ponta Verde-SBT, divulgou a informação de que o Esporte Clube Bahia estaria em negociações com o lateral-direito Marcinho, ex-Botafogo, que é réu por atropelar e matar um casal de professores na Zona Oeste do Rio de Janeiro em dezembro de 2020. Na última terça-feira (26), surgiu a informação de que o jogador já estaria treinando no CT Evaristo de Macedo, o que causou grande repercussão entre os torcedores nas redes sociais, dividindo opiniões.

 

Uma foto do treino do Bahia viralizou na internet. Nela, aparece em primeiro plano o lateral-direito André, e no plano de fundo, o semblante de um jogador, que aparece desfocado, mas que alguns tricolores apontam semelhança com Marcinho. Vale lembrar que a diretoria tricolor não comenta sobre possíveis negociações em andamento. O jogador também não confirmou nada.

Marcinho não entra em campo desde o dia 23 de fevereiro, quando cometeu um pênalti no último minuto contra o Palmeiras, pelo jogo de ida da Recopa Sul-Americana, e acabou afastado pelo presidente do Athletico-PR, Mário Celso Petraglia. Seu contrato foi rescindido em abril, e desde então, ele busca outro clube, mas sem sucesso. Grêmio, Goiás, Fortaleza e Internacional cogitaram, mas recuaram após repercussão. Em junho, Marcinho foi anunciado pelo Pafos FC, do Chipre, mas teve a saída do Brasil barrada pela justiça.

Marcinho responde a um processo criminal pela morte de um casal de professores por atropelamento, em 30 de dezembro de 2020, no Rio de Janeiro. O jogador é acusado de homicídio culposo (quando não há intenção de matar), e o processo tramita ainda em primeira instância. O lateral atropelou o casal e não prestou socorro. Uma das vítimas morreu no local. A outra faleceu dias depois, após uma semana internada.

Foto: Divulgação/Bahia
Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*