Bahia deve anunciar mais três ou quatro reforços para o início de 2020

Bahia já anuncia até aqui Jádson, Clayson e Daniel (foto)

Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / Bahia

Apesar das carências ainda existentes no elenco, o Esporte Clube Bahia mantém cautela quando o assunto é reforços. Diferente de anos anteriores e de antigas gestões, o Esquadrão mudou sua política de contratações e cada ano vem contratando menos e buscando manter uma base do time. Para termos uma ideia, o elenco se reapresentou no último dia 6 de janeiro com apenas três contratações feitas para o time principal. O meia Daniel, o volante Jádson e o atacante Clayson. O diretor de futebol Diego Cerri destacou como diferencial do clube o “investimento em constatações pontuais, de peças que podem acrescentar no elenco, e a manutenção da comissão técnica, de grande parte do elenco”. No entanto, o presidente Guilherme Bellintani afirmou que a diretoria segue no mercado e vai anunciar “mais dois, três ou quatro reforços” para o primeiro semestre, priorizando algumas posições que ainda precisam de peças de reposição.

 

“É preciso que a gente compreenda três coisas importantes nesse planejamento de elenco para 2020. A primeira é que o mercado está em fase diferente dos últimos anos. Pouco movimento, pouco investimento. Fruto da crise financeira que os clubes vivem e avanço, mesmo que tímido, de maior responsabilidade dos clubes. Não há contratações de números exagerados, anormais. É uma virada de ano diferente dos anteriores. Clubes fazendo trocas, contratações pontuais. Essa é a característica do mercado para 2020. A segunda é próprio momento do Bahia, com elenco mais estabilizado, contratos mais longevos, atletas identificados com o clube, que querem ficar no clube por mais tempo. Isso faz com que a gente tenha um movimento menor que nos últimos anos”, disse Bellintani.

“A terceira coisa, para sinalizar que o movimento do mercado será menor, temos o time B, que investimos, estamos apostando. Vai disputar muitas partidas nesse primeiro trimestre. Precisamos ver esses jogadores, como eles vão se comportar. Hoje, começamos com 22 atletas no elenco principal. Devemos fazer mais duas, três ou quatro contratações. E esperar o movimento e o comportamento do time B, o rendimento desses atletas. Para fazer algo que a gente é muito cobrado, que é priorizar espaço para atletas revelados pelo Bahia. A gente tem sido cobrado por isso, e decidimos, por todas as circunstâncias, fazer contratações mais pontuais, aguardar o time B e as categorias de base para fazer a composição geral do elenco com no máximo 30 jogadores. Está passada a mensagem, que vamos com calma no mercado. Acabamos de anunciar um jogador, que é parte da nossa estratégia de fortalecimento do elenco, que é o Clayson. É uma contratação muito importante para nós. Assim como outras que se juntam a ele, como Daniel, jogador que observamos há mais de um ano. O Jadson, que faz função importante para nosso estilo de jogo. Temos a formação de elenco com peças que vão suprir o que perdemos e fortalecer pontos que consideramos frágeis.”, finalizou o presidente.

LEIA TAMBÉM:

 

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*