Após 18ª rodada da Série C, chance de classificação do Vitória aumenta

De acordo com os dados do Departamento de Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), o Leão da Barra tem 45% de possibilidades de avanço à segunda fase da Terceirona

FOTO: Pietro Carpi/ECV

Após vencer o Mirassol por 2 a 1, fora de casa, o Esporte Clube Vitória ampliou a possibilidade de garantir uma vaga na segunda fase da Série C do Campeonato Brasileiro. Com a mesma pontuação do Remo, primeiro colocado do G-8, 25 pontos, o Leão da Barra tem 45% de chance de classificação. Os dados são do Departamento de Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

 

Localizado na 10ª colocação, o Rubro-Negro Baiano soma 48.1% de rendimento na Terceira Divisão do certame nacional. A equipe do técnico João Burse tem uma campanha de sete triunfos, cinco empates e seis derrotas. Acima de tudo, ainda segundo o departamento da UFMG, a pontuação total necessária para avançar de fase é de 30 pontos. Dessa maneira, o Vitória precisa triunfar no último jogo restante. O único ponto da campanha da equipe que diverge com a do Clube de Periçá é a quantidade de gols pró, sendo 24 para o clube paraense contra 18.

Pela frente, o Leão ainda vai encarar o Brasil de Pelotas. Em suma, a próxima missão de combate do time será neste sábado (13), às 17h, no estádio Manoel Barradas (Barradão), em Salvador (BA).

Chance de classificação

  • Mirassol – 100%
  • Paysandu – 100%
  • ABC – 100%
  • Figueirense – 100%
  • Volta Redonda – 100%
  • Botafogo-SP – 100%
  • Botafogo-PB – 83%
  • Vitória – 45%
  • Aparecidense – 36.7%
  • Remo – 27.5%
  • Ypiranga-RS – 6.3%
  • São José-RS – 1.5%

Risco de rebaixamento

  • Ferroviário – 100%
  • Campinense – 100%
  • Brasil de Pelotas – 88.1%
  • Atlético-CE – 71.9%
  • Floresta-CE – 20.5%
  • Confiança – 19.5%

Autor(a)

09/08/2022 às 23h23

Pedro Moraes

Jornalista, formado pela Universidade Salvador (Unifacs). Possui passagens em vários ramos da comunicação, com destaques para impresso, sites e agências de Salvador e São Paulo. Contato: [email protected]

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*