Novo volante do Bahia fala sobre características e projeta Série B mais difícil de todas

"Quando soubemos do contato do Bahia, ficamos felizes", disse o jogador.

Anunciado como terceiro reforço do Esporte Clube Bahia para a temporada 2022, o volante Rezende falou pela primeira vez como jogador do Esquadrão nesta quarta-feira e afirmou que não pensou duas vezes quando recebeu a proposta do Tricolor Baiano. Rezende, que disputou a Série B de 2021 pelo Goiás, sendo importante na campanha de acesso do time goiano, falou também sobre suas características.

 

“Quando soubemos do contato do Bahia, ficamos felizes. Um clube gigante, uma torcida massa. Falei com meu empresário que eu queria”, afirmou, em sua primeira entrevista como reforço do clube.

“Gosto muito de chegar na área, de estar com a bola, sou muito dinâmico. Tenho uma característica de muita força, vigor físico. Sou um cara que me entrego totalmente dentro de campo. Não vai faltar para mim vontade de ganhar”, destacou.

Rezende falou sobre a disputa da Série B de 2022, principal objetivo do Bahia no ano. Ele destacou que será a Série B mais difícil de todas.

“Ano passado, quando eu cheguei, todo mundo falou que seria a Série B mais difícil, porém eu acho que vai ser essa. Mas creio que faremos um grande campeonato e retornar o clube para onde ele nunca deveria ter saído, que é a Série A”, enfatizou.

Natural do Rio de Janeiro (RJ), Júlio César de Rezende Miranda surgiu no Madureira-RJ, onde atuou de 2014 até 2019, e acumula passagens também por Portuguesa-RJ, Resense e Treze. Em 2020, foi adquirido pelo Azuriz Futebol, clube-empresa da cidade de Marmeleiro, Paraná. Foram 24 jogos e 2 gols marcados. Em junho deste ano, foi emprestado ao Goiás para disputa da Série do Brasileiro. Após um mês de clube, assumiu a titularidade sendo peça importante na campanha de acesso à Série A, atuando em 22 partidas e anotando 2 gols.

Autor(a)

Fellipe Costa

Administrador e colunista do site Futebol Bahiano. Contato: [email protected]

Deixe seu comentário