Marcão critica primeiro tempo do Fluminense na derrota para o Bahia

"O primeiro tempo foi muito ruim, não foi um jogo que a gente faz", disse.

Foto: Lucas Merçon/Fluminense

Após a derrota do Fluminense para o Bahia por 2 a 0 na tarde deste domingo, na Arena Fonte Nova, o técnico Marcão concedeu entrevista coletiva e foi questionado sobre a atuação ruim da equipe. Ele atribuiu o revés ao primeiro tempo apresentado pelo time, mas assumiu a responsabilidade pelo resultado ruim que impediu que o Flu confirmasse a vaga na Pré-Libertadores já neste domingo.

 

“O primeiro tempo foi muito ruim, não foi um jogo que a gente faz, está acostumado a ter. Sabia que era um jogo de muita luta pelo adversário, muita entrega, mas a responsabilidade é nossa. Foram alguns erros individuais, mas que fique claro que a responsabilidade é dividida, as escolhas são minhas. E sair para o intervalo com 2 a 0 no placar, para voltar para o jogo com ambiente que há aqui”

“Tentamos algumas coisas, mexer, voltar para o jogo. No início do segundo tempo a gente até conseguiu, nós ficamos com a posse, finalizamos, o que não tínhamos feito. Infelizmente não foi revertida em gols. O primeiro tempo foi muito abaixo, muito, vou bater nessa tecla, de uma forma que não estávamos acostumados a jogar. Entregamos um primeiro tempo muito ruim, com reação no segundo, mas não conseguimos concluir em gols.”

Marcão, porém, evitou “caça às bruxas” e disse que a cobrança pelo desempenho ruim será feita internamente. “A cobrança é toda nossa, interna, e agora é concentrar para a próxima partida e tudo que a gente fez de ruim não aconteça nessa partida decisiva de quinta-feira. (…) Vamos ter uma entrega total para essa última partida, esquecer o que fez de ruim, aproveitar esses dias, conversar bastante, trazer nosso torcedor para o nosso lado. Acredito que eles irão lotar o estádio e abraçar a equipe.”

Deixe seu comentário!

1 Trackback / Pingback

  1. Bahia seca Juventude e Cuiabá para depender apenas de si na última rodada

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*