CBF libera áudio do VAR do pênalti do Bahia no jogo contra o Juventude

A diretoria tricolor reclamou formalmente na CBF, com a alegação de que teria de ser dado pênalti

Como prometido, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) começou a publicar os áudios de comunicação do árbitro de vídeos nos jogos do Campeonato Brasileiro. Um deles, o áudio da comunicação do árbitro Paulo Roberto Alves Júnior no pênalti não marcado para o Bahia diante do Juventude, no empate em 0 a 0, no Estádio Alfredo Jaconi. No lance, o atacante Ronaldo finaliza com o gol aberto e o zagueiro Vitor Mendes deu um carrinho tirando a bola da direção do gol com a mão.

 

O VAR chamou o árbitro para ver o lance, mas ele entendeu que o defensor usou o braço de apoio. No áudio divulgado pela CBF, o árbitro paranaense Paulo Roberto Alves Júnior toma a decisão de marcar apenas escanteio por contra própria. Por conta do lance, o Bahia fez uma representação na CBF contra a arbitragem.

“Checando, Paulo (…) Checando possível penal. Sugiro revisão”, disse o árbitro de vídeo Adriano Milczvski. Eu vi que desviou e não tive a convicção do ponto de contato”, disse o árbitro de campo. Após analisar no vídeo, ele diz: “Cara, eu entendo que é o braço de apoio dele ali e depois tem o toque. (…) Vou manter a decisão de tiro de canto”, argumentou Paulo Roberto Alves Júnior.

OUÇA ABAIXO

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*