Bahia será julgado por atraso no intervalo do jogo contra o Flamengo

A Procuradoria denunciou o clube por atrasar cinco minutos na volta para o segundo tempo

Foto: André Durão

O lateral-esquerdo Matheus Bahia e Rossi serão julgados pela Quarta Comissão Disciplinar do STJD por conta da expulsão no jogo contra o Flamengo, pela 31ª rodada. O lateral, que levou a chapa vermelha após receber dois carões amarelos, foi enquadrado no artigo 254 (praticar jogada violenta) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) e pode pegar até seis jogos de suspensão. O atacante Rossi, por sua vez, recebeu o cartão vermelho direto após troca de agressões com o meia Diego e pode pegar um gancho maior.

 

Além dos jogadores, o Esporte Clube Bahia também pode sofrer uma punição. A Procuradoria denunciou o clube por atrasar cinco minutos na volta para o segundo tempo. Com base no artigo 206, a pena pode ser de R$ 1 mil por minuto. Na ocasião, o técnico Guto Ferreira admitiu que o atraso foi um protesto contra a arbitragem.

“Indignação total. A gente precisava fazer alguma coisa. O atraso foi uma forma de protesto. Manter o equilíbrio porque o jogo seguia e a gente tinha condições de buscar alguma coisa. Foi o que fizemos, a gente começou bem o segundo tempo. Na minha concepção, o Matheus Bahia não fez falta para o segundo cartão. Houve uma intervenção lateral, uma disputa de bola. Aí perdemos mais um jogador, não bastando a situação do pênalti. A expulsão do Rossi já é outra situação”, disse o comandante.

Deixe seu comentário!