Nenhum jogador do atual elenco entra no melhor Bahia de todos os tempos

Minha melhor formação do "time dos sonhos do Bahia"

Não existe uma segunda alternativa, em dado momentos de nossas vidas, as lembranças e ter o que contar será o maior, e talvez nosso único patrimônio, como uma espécie de tatuagem mental, especialmente e muito provável que estejam associadas às situações agradáveis vivenciadas, fora essa linha, as tristezas, por exemplo, são depositadas em canto qualquer e simplesmente escondidas quase num ato de auto defesa. Quando o assunto é o melhor time do Bahia que vi jogar ou o time dos sonhos do Bahia, como queiram, admitido que pode formação diversa, o diferencial será sua idade e seu grau de comprometimento com a vida do clube.

 

O futebol, como tudo na vida, vem sofrendo constantes mudanças, trazendo e oferecendo visibilidade, destaque ao comum e, em nome da modernidade, relegando a um plano inferior grande jogadores que passaram pelo Bahia, alguns deles com certo vínculo até aos dias de hoje. Li algumas escalações de alguns torcedores, publicadas neste BLOG, do qual sou assíduo leitor, se aventurando a escalar o MELHOR time do Bahia, inserindo jogadores como Daniel Alves e Bobô, no meu entender, de forma injustificada ainda que entenda, e, sobretudo respeite as opções.

Me atrevo a afirmar que nenhum dos atuais jogadores do Bahia reúnem condições de serem inseridos em um Bahia denominado “MELHOR BAHIA DE TODOS OS TEMPOS”, ainda que não negue a qualidade de BOM, porém, apenas considerando a pobreza do futebol atual, seja na Bahia ou no Brasil.

Portanto, considerando que o que eu VI ontem e o que vejo hoje, a melhor formação do “time dos sonhos do Bahia” é:

Carlos Buttice, Luis Alberto, Sapatão, Roberto Rebouças e Romero, Baiaco, Paulo Rodrigues, Fito, Osni e Douglas; Beijoca e Jésum.

Buttice veio do América-RJ; Luis Alberto do Atlético Alagoinhas; Sapatão do Santa Cruz; Roberto Rebouças defendeu o Vitória, mas veio do Botafogo-SP; Romero do Bonsucesso; Osni, também com passagem pelo Vitória, chegou ao Bahia após passagem pelo Flamengo; Jésum veio do São Paulo, e Baiaco da Seleção de São Francisco do Conde após se destacar no Intermunicipal, enquanto Fito e Douglas vieram do Santos.

Neste time poderia comportar com reservas, atletas fantásticos como, Zanata, Gilson Gênio, Cláudio, Eliseu, Adão, Picolé, Léo Oliveira e Natal e outros.

José Carlos Borges, sócio-torcedor do Bahia e colaborador do Futebol Bahiano.

 

Deixe seu comentário

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*