Paulo Carneiro rouba a cena em apresentação de diretoria

A apresentação era da nova diretoria, mas o foco esteve quase sempre em Paulo Carneiro. O ex-presidente do Vitória afirma que o momento vivido pelo Bahia dará a ele uma missão ainda mais difícil do que quando assumiu o rubro-negro em 1991. “No Vitória, não se cobrava resultados dos seus dirigentes. O Vitória era perdedor e se contentava com o vice-campeonato. A história do Bahia sempre foi de títulos e glórias” Ganhou aplausos no auditório lotado.

O jeitão pragmático e disposto a cumprir metas, Paulo Carneiro tinha mostrado logo ao descer do carro. Eram quatro da tarde no fazendão e lá estava Binha de São Caetano, o folclórico torcedor tricolor. Rápido no laço, pulou no pescoço de Paulo Carneiro e o enrolou na bandeira do Bahia. Em versão light , Carneiro sorriu, curtiu a brincadeira por um instante e avisou logo depois “Vamos Binha atender a imprensa”

A camisa era branca, mas Paulo Carneiro parecia tenso. Voltava a ser o centro das atenções após três anos afastado do futebol e queimou o primeiro cigarro já na segunda pergunta. Anunciado pelo presidente Marcelo Guimarães Filho como o manager o ex-presidente do Vitória pediu apoio ao torcedor no start up (íncio) dos trabalhos da diretoria.

O Bahia será campeão Baiano.

De volta ao português, o novo gerente de futebol promete um início quente. “ O Bahia terá time para ser campeão baiano” afirma com afirmeza peculiar. O orçamento do futebol profissional para 2009 é de R$ 6 milhões ( R$ 500 mil por mês), enquanto a folha do Vitória será de 600 mil mensais no campeonato baiano.

“ A hora não é de fazer apostas”, afirma o novo homem forte do tricolor, que ganhou autonomia do presidente para contratar. Apesar do histórico de trazer jogadores que alavancam o markentig – como Petkovic e Bebeto -, o gerente fará contratações mais amenas, garante. “ a prioridade é por operários qualificados”

O Goleiro Marcelo, reserva do Corinthians, foi contrato ontem à noite. Chegou a ser anunciado pelo Marília, mas ainda não tinha assinado contrato e vem para Salvador. O Campeonato Baiano está na mira, mas o aceso à serie A do brasileirão é tido como imprescindível. Os nomes a serem anunciados neste final de ano já fazem parte do planejamento para o nacional, com possíveis correções de rumo, realça Paulo Carneiro

Pacotão para série A

A diretoria recém-empossada do Bahia pretende montar um elenco experiente para cumprir as metas da temporada-2009: retornar à serie A e ser campeão baiano. O clube não ganha um titulo desde do Nordestão de 2002 e foi rebaixado no ano seguinte.

O perfil é de atletas entre 25 a 30 anos, com experiência na divisão principal do Brasileiro. Não será um grupo caro como o atual campeão Corinthians, com folha salarial na faixa de R$1,5 milhão/mês, mas na casa dos 500 mil – 60% mais caro do que o da última série B, quando fracassou e ficou em 10º lugar.

No pacote de oito a dez jogadores que vai ser apresentados durante a semana, então o goleiro Fernando, 27 anos, ex-Ipatinga, e o zagueiro Rogério Corrêa 29 anos, que estava no fc.ilyich, da Ucrânia.

Fernando fez 17 partidas, todas no segundo turno, e o sofreu apenas 28 gols. Com o rebaixamento do Ipatinga, também na segunda divisão do Mineiro, ficou sem espaço. “ Queriam me emprestar para voltar na série B, mas não achei interessante”, comentou o atleta, de férias em Porto Seguro e com rescisão assinada.

O negócio começou há duas semanas e ainda não estar concluído, contudo, opiniou Fernando, dificilmente não terá desfecho positivo. “Acredito na tradição, na torcida e na projeção por posso ter no Bahia” admitiu o goleiro.

Rogério Corrêa foi campeão brasileiro pelo Atlético PR em 2001 e disputou a libertadores da America do ano seguinte pelo clube paranaense. Neste segundo semestre, disputou o primeiro turno do campeonato Ucraniano pelo fc.ilyich, que ficou em nono lugar.

Segundo zagueiro, o retorno ao Brasil foi condicionado pelo projeto a curto e médio prazos. “ A proposta foi de uma diretoria nova, positiva de montar um clube para subir. Um time forte, competente”

Oposição quer ver ata de eleição e não consegue.

O presidente da associação Bahia Livre e candidato a presidente, Ivan Carvalho, reclama que, desde sexta-feira, tenta sem sucesso conseguir cópia da ata da eleição, realizada na quinta-feira. “Tentou primeiro da sede de praia, onde foi orientado a protocolar pedido no fazendão. Ontem foi ao CT e suportou chá de cadeira. Até agora, nada.

Namorando a situação e paquerando a oposição.

O vice-juridico Roberto Cavalcante não compareceu à apresentação da nova diretoria, mas o presidente garante que ele está confirmado. Enquanto isto o dirigente aproveitou para convidar o advogado Ademir Ismerim, que namora a situação e paquera a oposição, a fazer parte da base de apoio. Ismerim estava no fazendão.

Pouco espaço para Marcelo Ramos e Ramon Menezes.

Questionado sobre a permanência do ídolo Marcelo Ramos no Bahia em 2009, o gerente de futebol foi enfático. “Não estar nos planos” resumiu. Carneiro realçou que é amigo pessoal do atacante de 35 anos, contudo não conseguir esconder a paixão pelo Vitória ao comentar que conhece a família de Marcelo Ramos: “Toda rubro-negra, por sinal”. Sobre o ex-atleta rubro-negro Ramon Menezes, o novo gerente de futebol falou que a diretoria “está pensando”. O interesse por ambos havia sido admitido pelo o novo presidente.

Goleiro tentar pegar salários atrasados

O goleiro Fabiano esteve ontem no fazendão. Tentou receber os salários de outubro e novembro, além de férias e 13º proporcional, e faz lobby para ficar no clube. “minha prioridade é o Bahia”, afirmou, antes de responder que tem propostas de Juventude e Joinville. Propaganda em vão: Paulo Carneiro disse que o Bahia trará três goleiros. Informações dos Jornalistas, Miro Palma, Herbem Gramacho e Eduardo Rocha da edição de hoje do Correio

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*