Confirmado, Alexandre Gallo é o treinador do Bahia

Especulado desde a semana passada o treinador Alexandre Gallo, finalmente, foi anunciado oficialmente como o novo treinador do Bahia. O técnico se encaixa no perfil desejado pelo presidente do clube de “um jovem da nova geração, antenado com as novidades táticas e de mercado”. Apesar da empolgação de Marcelo Guimarães Filho, o ano de 2008 não foi dos melhores para Gallo.

O treinador até começou bem no Figueirense, sendo campeão estadual e fazendo um bom início de Brasileirão, mas recebeu proposta do Atlético Mineiro, onde ficou por apenas 14 jogos conseguindo 4 vitórias, 4 empates e 6 derrotas, deixando o clube após uma goleada sofrida para o rebaixado Vasco por 6×1 em situação complicada na Série A. Porém, com 41 anos, o ex-volante teve boas passagens por Santos e, principalmente, Sport, além de ter comandado de forma razoável o Internacional e a Portuguesa.

O novo comandante Tricolor, que assinou contrato de um ano, tem chegada prevista a Salvador nesta quarta-feira (17), sendo apresentado no dia seguinte. O auxiliar técnico será Maurício Coppertino, o preparador de goleiros Ricardo Palmeiras e o preparador físico Valmir Cruz. ( Éder Ferrari do Bahia Noticias)
Relação de possíveis reforços para o Bahia
O Bahia deve anunciar oficialmente nas próximas horas, porém seis jogadores já foram contactados e estão previamente acertados, faltando assinatura do contrato para a próxima temporada. São eles: Marcelo, goleiro do Corinthians; Fernando, goleiro do Ipatinga, Dininho, zagueiro do Flamengo; Rogério Correia, zagueiro que atuou no Sport; Patrício, lateral direito da Portuguesa e Perdigão, ex-internacional e Corinthians. Essas informações são do Radialista Martins

Ramon e Petkovic descartados e Marcelo Ramos também.

Em entrevista a Itapoan FM o presidente do Bahia, Marcelo Guimarães Filho, vetou a contratação de dois meias veteranos que eram dados como certos no clube: Petkovic e Ramon Menezes. No caso do sérvio, o dirigente foi duro nos motivos “pra mim é um ex-jogador em atividade, não interessa”.

Já Ramon, que durante o dia havia dito ter tudo acertado com o Tricolor, o veto veio do novo gestor de futebol, Paulo Carneiro, já que o presidente tinha deixado público o interesse em sua contratação e não explicou o motivo da desistência. Ou seja, os dois dirigentes não chegaram a um consenso na reunião que tiveram na tarde desta segunda-feira (15), em torno do nome dos dois veteranos e as negociações, que estavam bem adiantadas, se encerraram.Marcelo Ramos
Na coletiva de sua apresentação como novo diretor de futebol do Bahia, Paulo Carneiro deu uma notícia que deixou boa parte da torcida do Tricolor insatisfeita. Quando questionado sobre a permanência do atacante e ídolo Marcelo Ramos para a temporada de 2009, o dirigente foi taxativo. “Marcelo não está nos nossos planos.” A razão não foi passada, mas a certeza é que o sexto maior artilheiro da história do clube terá que buscar outra agremiação para continuar marcando seus gols no próxima ano. Funcionários pensam no dinheiro atrasado.

Natal chegando e a preocupação dos funcionários do fazendão só aumenta. Enquanto o torcedor discute a contratação de Paulo Carneiro e a diretoria se reúne para fazer novas aquisições, os funcionários esperam receber os salários atrasados da gestão de Petrônio Barradas. Outubro, novembro, dezembro, 13º e férias ainda estão em aberto.

Mera coincidência.

Revelado pelo Vitória. O zagueiro Adailton confirma que veio de São Paulo para Salvador no mesmo vôo que Paulo Carneiro, na última sexta-feira, mas nega que será um dos reforços do Bahia para 2009. Ao ser questionado sobre o assunto, pensou até que se tratava de um trote. Depois conversou com a reportagem. “Foi coincidência, não tem cabimento. Tenho contrato com o Santos até o ano que vem e não quero sair de lá” O zagueiro de 25 anos diz que nem chegou a conversar direito com o novo gerente de futebol do Bahia. “Nós nos cumprimentados, desejamos feliz natal (….) mas ele estava lá atrás do avião e eu cá na frente.

Finalmente, Paulo Carneiro é confirmado.

Paulo Carneiro é o novo gestor de futebol do Bahia. Há alguns anos atrás essa seria a última contratação que passaria pela cabeça do torcedor. Na época em que era presidente do Vitória, a rivalidade entre o cartola Rubro-Negro e os fanáticos Tricolores beirava o ódio.

Alguns torcedores chegavam ao ponto de querer ganhar do Leão pra poder extravasar contra Carneiro, do que contra os torcedores do rival, e a recíproca sempre foi verdadeira. Alguns tinham a impressão que Paulo ficava mais satisfeito em ver a derrocada do Bahia do que o triunfo do Vitória. Porém, segundo o dirigente, tudo isso ficou para trás e o profissionalismo falará mais alto. “A partir desta terça-feira (16) estarei defendendo as cores do Bahia de forma intransigente!” afirmou em entrevista a Itapoan FM.

Cairá sobre ele a responsabilidade de formar a equipe e cuidar diretamente dela, além de participar ativamente do marketing. Sempre muito explosivo e com uma personalidade forte, a expectativa girará em torno do comportamento do dirigente sendo funcionário do seu ex-arqui-rival, já que não está acostumado a ser subordinado de ninguém. O acerto de três anos com o salário variando de acordo com o desempenho do Bahia, foi feito através da empresa de Paulo, Carneiro Assessoria Financeira, e tem algumas cláusulas sigilosas.

Nova diretoria

As últimas reuniões foram feitas na tarde de ontem para definir por totalidade a nova diretoria do clube. Além de Roberto Cavalcanti, único confirmado até agora e responsável pelo setor jurídico, o Bahia terá Paulo Carneiro, na gerência de futebol, Nilton Maia Leal, no marketing, Newton Mota, nas divisões de base, e Cláudio Cunha, vice-presidente da Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário da Bahia, que foi convidado para assumir a vice-presidência patrimonial. Com informações do Bahia Noticia e Correio desta terça-feira

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*