Chance ’10’ de Salvador sediar a Copa

“Sem nenhuma arrogância, diria que a chance da Bahia ser uma das subsedes da Copa de 2014 é 10”. A afirmação foi feita pelo governador Jaques Wagner, ao participar ontem (11) à noite do programa esportivo Cartão Verde (TVE), respondendo a uma pergunta sobre – em uma escala de zero a 10 – quais seriam as possibilidades do estado sediar um dos grupos da competição.

Segundo o governador, a única hipótese da Bahia ficar de fora seria o não cumprimento das exigências da Fifa, organizadora do campeonato. “Acredito que só ficaremos de fora se não fizermos o dever de casa. Mas isso não vai acontecer”, disse.

Na luta para trazer os jogos para a Bahia, a grande arma é a construção de uma moderna arena esportiva. Wagner adiantou que a proposta número um seria a construção de um novo estádio na área da Avenida Paralela, em Salvador. “Isso consta do nosso caderno de intenções enviado à CBF”, garantiu.

Mas, na sua opinião, o ideal seria a construção de um novo estádio no lugar da Fonte Nova ou então a sua total recuperação. “O estádio existe há 56 anos e é uma referência para o torcedor baiano. É central, possui fácil acesso e acomoda mais de 60 mil pessoas”, lembrou.

O governador enumerou outros trunfos que deverão pesar na escolha da Bahia como uma das subsedes. “Temos uma rede hoteleira consolidada, com grande quantidade de leitos, uma das exigências da Fifa. Possuímos também estádios como o Barradão, Pituaçu e Camaçari, que, adaptados às exigências da Fifa, podem servir como locais para treinamento das equipes participantes”, disse.

Ele lembrou ainda o fato da Bahia ser o quarto estado do país em população e Salvador ser a terceira capital com o maior número de habitantes. “Além disso, temos uma torcida apaixonada por futebol, que vem registrando fantásticas médias de público – com Bahia e Vitória – nos campeonatos das séries B e C”, lembrou Wagner.

O governador destacou ainda o empenho do governo para trazer para Salvador uma das partidas das Eliminatórias da Copa 2010, que será realizada na África do Sul. “Acredito que o jogo deverá ser realizado em junho do próximo ano. Para tanto, vamos fazer uma reforma geral na Fonte Nova para deixá-la em ótimas condições para a partida”, revelou.

Segundo ele, essas obras já foram iniciadas com a recuperação de vestiários, sanitários e tribuna de imprensa. “Até meados do próximo ano, vamos fazer as obras necessárias”, disse, destacando o aumento da capacidade do estádio, que hoje está em 60 mil pessoas.

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*