Presidente interino do Vitória é contra formato de pontos corridos na Série C

"O que vai para a CBF é que os clubes da Série C reunidos estão pleiteando esse modelo de turno único”, explicou.

Na última quinta-feira, os clubes que irão disputar a Série C do Campeonato Brasileiro em 2022 se reuniram para definir o formato da competição. A CBF propôs mudar o campeonato para pontos corridos, e a maioria aceitou a alteração. A Série C seria disputada em turno único, com todos os times se enfrentando em 19 rodadas e oito classificados para os dois quadrangulares finais. O formato anterior era com dois grupos regionais, onde se classificam quatro de cada grupo.

 

O encontro ocorreu de modo remoto, e contou com a participação também da Associação de Clubes. Uma das principais pautas do debate se referiu inteiramente sobre possíveis formatos e eventuais alterações para a realização da edição de 2022.

Presidente interino do Esporte Clube Vitória, Fábio Mota falou sobre a reunião. Ele revelou que o Leão votou pela manutenção do modelo atual e lamentou a decisão de mudar o formato. Caso seja aprovada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o novo formato já valerá para a edição de 2022.

“Tivemos uma reunião entre os 20 clubes que disputam a Série C. Foram colocadas duas fórmulas em votação. A primeira, é a que está em hoje, a atual, onde são dois grupos regionais, onde se classificam quatro de cada grupo e você classifica oito. E a fórmula nova, que é de pontos corridos, onde todos jogam contra todos. Em turno único e se classificam os oito primeiros. O Vitória e todas as nove equipes do Nordeste votaram na primeira fórmula. Os outros 11, e aí entrou Remo, Paysandu, Manaus e Aparecidense, votaram na fórmula do turno único, onde são 10 partidas em casa, e nove fora, no caso do Vitória, com oito classificados para os dois quadrangulares finais. Como perdemos, somos obrigados a aderir à tese da maioria. O que vai para a CBF é que os clubes da Série C reunidos estão pleiteando esse modelo de turno único”, explicou.

Autor(a)

Fellipe Costa

Administrador e colunista do site Futebol Bahiano. Contato: futebolbahiano2007@gmail.com

Deixe seu comentário