Com novo gestor de futebol, Bahia deve avançar na busca por reforços

"estamos buscando a reposição de um ou dois profissionais", disse.

Foto: Paulo Marcos / Atlético-GO

O Esporte Clube Bahia finalmente anunciou o seu novo gerente de futebol. Trata-se de João Paulo Sanches, que estava no Atlético Goianiense, onde era responsável pela montagem do elenco e alcançou duas classificações seguidas para a Copa Sul-Americana dentro do Campeonato Brasileiro, em 2020 e 2021, além do título da Série B 2016 e dois Estaduais. Aos 41 anos, paulista de Mirassol, João Paulo já foi treinador e auxiliar técnico, como na Ponte Preta e no próprio Dragão goiano, inclusive interino em algumas partidas.

 

Com a chegada de João Paulo Sanches, o Esporte Clube Bahia deve avançar nas negociações com jogadores para reforçar o elenco principal. Até aqui, foram anunciados o lateral-direito Jonathan, os laterais esquerdos Djalma Silva e Luiz Henrique, e o volante Rezende.

Na última quarta-feira, em entrevista coletiva no CT Evaristo de Macedo, o presidente Guilherme Bellintani afirmou que as decisões vinham sendo tomadas em conjunto entre diretoria e comissão técnica, com a ajuda do departamento de análise de desempenho.

“Todas as decisões são sempre compartilhadas e colegiadas. E vão seguir assim enquanto não tiver a presença de um gestor de futebol. Temos uma comissão técnica com nível de Série A, mas que conhece muito de Série B. Com histórico de sucesso e acessos”, disse Bellintani, antes do anúncio do novo gestor.

Bellintani revela conversas avançadas por reforços e indica novas saídas (futebolbahiano.org)

No final do ano passado, o clube anunciou as saídas do executivo de futebol Lucas Drubscky e do gerente Júnior Chávare, que chegaram para assumir funções exercidas por Diego Cerri. A ideia da diretoria é manter a estrutura do departamento. Então, chegaria outro para assumir o lugar de Drubscky.

Autor(a)

Fellipe Costa

Administrador e colunista do site Futebol Bahiano. Contato: [email protected]

Deixe seu comentário