Bruno Lopes avalia retorno de Marcelo Cirino e atuação de Óscar Ruiz

Cirino sofreu uma lesão no ligamento cruzado anterior e não jogava desde novembro de 2020

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia / Divulgação

Apesar do empate amargo em 1 a 1 com gol marcado aos 50 minutos do segundo tempo, o jogo entre Bahia e UNIRB foi especial para o atacante Marcelo Cirino, afinal, ele voltou a disputar uma partida oficial depois de mais de um ano longe dos gramados. Cirino não jogava desde novembro de 2020, exatos 435 dias, em virtude da lesão no ligamento cruzado anterior. Contratado em setembro do ano passado, o atacante não chegou a jogar no Campeonato Brasileiro apesar de ter sido relacionado para alguns jogos.

 

Com isso, a estreia de Cirino só aconteceu na última quarta-feira, pela segunda rodada do Campeonato Baiano, junto ao time de aspirantes do Bahia. O jogador entrou em campo aos sete minutos do segundo tempo, e embora não tenha participado de nenhum lance capital, recebeu elogios do técnico Bruno Lopes. Outra novidade na partida foi o paraguaio Óscar Ruiz, afastado em 2021, e que voltou a ter oportunidade em campo.

“São jogadores que estão há muito tempo sem jogar né? Cirino vem de uma lesão grave, com muito tempo de inatividade. É o primeiro jogo dele. Ruiz também vem de muito tempo sem jogar, se não me engano é o primeiro jogo dele desde outubro. Já são muitos meses sem jogos. Acho que eles acrescentam qualidade ao jogo. O Marcelo mais posicional, com bons apoios, movimentos entre linhas. E o Oscar com mais profundidade, mais chegadas no último terço. São jogadores que há muito não jogavam, tiveram seu momento e acrescentaram a equipe experiência e qualidade técnica”, disse Bruno Lopes. 

Deixe seu comentário!

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*