Após empréstimos, Ignácio busca sequência no time principal do Bahia

Ignácio analisou como positiva a experiência na Chapecoense

Foto: Felipe Oliveira / EC BAHIA

Contratado em 2018, o zagueiro Ignácio nunca conseguiu se firmar no elenco principal do Esporte Clube Bahia. Utilizado com mais frequência no time de transição, chegou a ser promovido para a equipe de cima algumas vezes, mas não tinha oportunidades. Sem espaço, foi emprestado a CSA e Chapecoense, mas agora com o rebaixamento do Esquadrão à Série B, o defensor retornou de empréstimo e foi integrado ao grupo comandado por Guto Ferreira. Em entrevista ao canal oficial do Bahia na internet, Ignácio se vê mais maduro para brigar por espaço no retorno ao Tricolor e busca sequência no principal.

 

“Experiência muito boa, saí porque precisava de uma rodagem a mais, precisava jogar, ter uma sequência. E a Chapecoense abriu as portas para mim, clube que sou eternamente grato, ficou marcado no meu coração. Volto mais maduro e me sinto mais preparado para, se Deus quiser, buscar uma sequência no Bahia. Isso só quem vai ganhar é o Bahia, o professor Guto. Continuar focado para quando a oportunidade surgir, aproveitar”, disse Ignácio ao canal oficial do Bahia.

“Venho entusiasmado buscando uma sequência no principal, dessa vez. Busca meu espaço respeitando meus companheiros, continuar trabalhando forte para, se Deus quiser, conquistar os meus objetivos e os objetivos do clube. Estou muito feliz. Desde que cheguei aqui tive poucas oportunidades no profissional, foi mais no Campeonato Brasileiro de Aspirantes e Campeonato Baiano. Venho entusiasmado buscando ter uma sequência no principal, buscar meu espaço.”

Esta não vai ser a primeira vez que Ignácio vai disputar a Série B. Em 2020, o zagueiro foi emprestado para o CSA, mas se machucou e fez apenas três partidas.

“Tive uma passagem pelo CSA em 2020, joguei pouco por conta de uma lesão. É uma competição muito difícil, que exige muito preparo físico. Então, ainda mais essa Série B, que está sendo considerada uma das mais difíceis, com muitos campeões Brasileiros. Cada jogo é uma final, buscar o nosso objetivo, que é o acesso”, disse.

Natural de Currais Novos (RN), Ignácio da Silva Oliveira chegou ao Bahia inicialmente por empréstimo, em 2018. Na primeira temporada, se destacou no Brasileiro de Aspirantes, ficando em definitivo. Porém, teve poucas oportunidades no time de cima. Em 2019, disputou 3 jogos pelo time principal no Baianão e 14 pela equipe sub-23 no Brasileiro de Aspirantes.

Em 2020, era titular absoluto com Dado Cavalcanti no Campeonato Baiano, disputando os seis primeiros jogos, porém, com o fim do time de transição, acabou virando reserva da equipe alternativa que passou a ser comandada por Roger Machado. Sem espaço, acabou sendo emprestado ao CSA, onde disputou 3 jogos na temporada 2020. Com o fim do empréstimo, retornou ao Bahia no início de 2021 para reforçar o time de transição no Baianão, chegou a ser relacionado para jogos do time principal, mas foi novamente emprestado, agora a Chapecoense, atuando em 24 jogos, com 2 gols e 1 assistência.

Deixe seu comentário!

1 Trackback / Pingback

  1. Covid-19: Contraprova dá positivo, e Rodallega segue na Colômbia

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*