Concorrente direto do Vitória, Brusque terá recurso julgado na próxima quinta

Jogador sofreu injúria racial citada por dirigente do clube catarinense no duelo com a equipe paranaense

Na tentativa de compreender as partes envolvidas no caso Celsinho, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) agendou o julgamento do recurso do Brusque para o dia 18 de novembro. O meio-campista do Londrina sofreu injúria racial endereçada por um dirigente do clube catarinense no duelo contra a equipe paranaense, válido pela 21ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2021. A princípio, o Quadricolor recebeu uma punição de perda de três pontos na tabela geral de classificação da competição nacional, além de uma multa no valor de R$ 60 mil em função do ato de Júlio Antônio Peterman, presidente do Conselho Deliberativo.

 

Ainda assim, o dirigente do CD pegou um gancho de 360 dias de suspensão e condenação de pagamento de R$ 30 mil de multa. Por outro lado, a defesa do Bruscão solicitou suspensão das penas até o dia do julgamento do recurso. Como resultado, acabou sendo atendida por medida concedida pelo relator do processo, Maurício Neves Fonseca.

O STJD armazenou o caso no artigo 243-G, o qual descreve punição a quem “praticar ato discriminatório, desdenhoso ou ultrajante, relacionado a preconceito em razão de origem étnica, raça, sexo, cor, idade, condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência”.

O Brusque é concorrente direto do Vitória na luta contra o rebaixamento e ocupa a 16ª colocação, com 38 pontos, um ponto de distância para o Vitória, que é o 18º com 37.

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*