Bahia encaminha venda de jovem atacante para clube japonês

O Esquadrão receberá US$ 500 mil por 50% dos direitos econômicos do atleta

O Esporte Clube Bahia chegou a um acordo com o JEF United Chiba, do Japão, e deve anunciar a qualquer momento a venda do atacante Saldanha, que atualmente defende o clube japonês por empréstimo. O Esquadrão receberá US$ 500 mil por 50% dos direitos econômicos do atleta – 350 mil à vista e o restante em dezembro de 2022. A informação foi divulgada pelo jornalista Venê Casagrande, do Jornal O Dia. Saldanha assinará por três anos com o clube japonês, com possibilidade de renovação por mais um ano.

 

Recentemente, o Bahia recusou uma proposta do clube japonês, de 300 mil dólares à vista e 200 mil dólares em 2022. O Esquadrão pediu 500 mil dólares à vista. O clube japonês aumentou para 350 mil dólares à vista e 150 mil em 2022, por 60% dos direitos econômicos, mas o Bahia disse “não” novamente. O contrato de empréstimo de Saldanha com o JEF United Chiba tem opção de compra no valor de 1,5 milhão de dólares por 50% dos direitos econômicos.

Natural de Uberaba, interior de Minas Gerais, Matheus Bonifacio Saldanha Marinho foi contratado pelo Esporte Clube Bahia em 2018, após chamar a atenção na divisão de base do Osasco Audax. Inicialmente atuou pelo time sub-20 e também fez parte do elenco sub-23 que disputou e conquistou o Campeonato Baiano em 2020. Foram 12 jogos no Estadual e um gol marcado. Foi promovido ao elenco principal após o fim da equipe de transição no ano passado, e entrou em campo 22 vezes, entre Sul-Americana, Série A e Copa do Nordeste, marcando 2 gols no Brasileirão.

Deixe seu comentário!

1 Comentário

  1. Um jogador iniciando a carreira, não seria precipitação vender por esta ninharia? É o Bahia vendendo o almoço pra comer na janta.
    Esperamos que monte um time bem superior a estes de 2019/2020/2021, chega deste desespero em tentar fugir do rebaixamento. Se continuar assim uma hora cai.
    Água em pedra dura, Bellitani, bate até que fura.
    Vide exemplo do Vice.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*