Morre aos 89 anos o ex-jogador Lory Tonietto, ídolo do Juventude

O presidente do Juventude, Wallter Dall Zotto Jr., lamentou o falecimento do ex-jogador

Foto: Arthur Dallegrave/E.C.Juventude

Um dos maiores ídolos da história do Juventude, sendo o segundo maior artilheiro do clube (183 gols), onde se destacou na década de 1950, o ex-jogador Lory Tonietto morreu nesta terça-feira, aos 89 anos, em Caxias do Sul. Lory também defendeu o Grêmio entre 1951 e 1952. A causa da morte do ex-jogador não foi divulgada pela família. O corpo é velado na Capela A do Memorial São José, em Caxias do Sul, e o sepultamento ocorrerá às 17h30 desta quarta, no Cemitério Municipal.

 

O presidente do Juventude, Wallter Dall Zotto Jr., lamentou o falecimento do ex-jogador e decretou luto oficial de três dias com bandeira a meio-mastro no Estádio Alfredo Jaconi. A partida contra o Bahia, que acontece no sábado, também deve contar com um minuto de silêncio antes do pontapé inicial.

“Estamos profundamente consternados com esta perda. Lory é um dos nomes que ajudou a colocar o Juventude no lugar em que está hoje, com sua dedicação, seu suor e sua lealdade. Mesmo depois de encerrar a carreira de jogador, seguiu acompanhando o Juventude, torcendo e sendo colaborativo, algo que demonstra a grandeza desta figura que está marcada nas páginas mais importantes da história do clube. Seus feitos foram eternizados com a sua marca na Calçada da Fama na sede da Federação Gaúcha de Futebol, em uma justíssima homenagem”, destacou o presidente alviverde.

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*