Bahia acionará CNRD visando receber multa do Athletico-PR por Daniel Cruz

Meio-campista foi contratado pelo Athletico-PR, que, segundo o Tricolor, deve R$ 1,2 milhão

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Enquanto tenta ampliar o desempenho dentro de campo para reverter o atual cenário no Brasileirão 2021, o Esporte Clube Bahia move as intervenções jurídicas no espectro judicial. Com a falta de pagamento do valor de R$ 1,2 milhão do Athletico Paranaense em função da contratação do meio-campista Daniel Cruz, o  Esquadrão de Aço vai recorrer a Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para conquistar o recebimento do dinheiro.

 

Anteriormente, o Tricolor Baiano não renovou o contrato com o atleta, no início do ano, devido a falta de consenso entre a agremiação e o empresário. Contudo, o Bahia ainda assim obtinha a preferência para estender o vínculo contratual com Daniel sob a penalização de multa em caso de descumprimento do acordo. Apesar disso, em março deste ano, o jogador acionou a Justiça com o objetivo de rescindir o contrato, uma vez que alegava falta de recebimento de contribuições da previdência e de 90 dias de FGTS.

Por outro lado, a juíza Vivianne Tanure Mateus atestou o pedido como inválido, visto que verificou o pagamento de todos os valores atrasados pelo clube. Sendo assim, o Athletico buscou negociar com o Bahia para não pagar a multa solicitada pelo Tricolor, no entanto, recebeu resposta negativa. Ainda assim, confirmou a contratação do jogador e publicou o vínculo no Boletim Informativo Diário (BID) em setembro.

Deixe seu comentário!