Clubes pernambucanos podem ser prejudicados devido invasão em jogo do Santa Cruz

Confederação Brasileira de Futebol chamou atenção para remanejamento de de partidas na capital pernambucana caso a segurança esteja comprometida pela Polícia Militar

Na última terça-feira (19), o Santa Cruz perdeu a classificação para o Floresta em duelo ocorrido na Arena de Pernambuco, pela Pré-Copa do Nordeste 2022. Como resultado, torcedores da Cobra Coral invadiram o gramado para cobrar soluções. Nesse sentido, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) encaminhou, nesta quinta-feira (21), um ofício à Federação Pernambucana de Futebol, no qual ameaça remanejar as partidas marcadas para acontecerem no estado caso a composição da Polícia Militar esteja comprometida para a segurança das partidas.

 

Em contrapartida, a Secretaria de Defesa Social de Pernambuco informou, em ofício à CBF, que designou aproximadamente 50 agentes militares para realizar a segurança na área interna da Arena. Além disso, qualificou outros 80 para atuar na área externa. No esclarecimento descrito no documento, a SDS reitera ainda que, conforme o artigo 14 do Estatuto do Torcedor, a segurança do evento é de inteira responsabilidade “da entidade da prática desportiva detentora do mando do jogo e de seus dirigentes”.

Já o presidente licenciado do Santa Cruz, Joaquim Bezerra, atribuiu a culpa ao poder público em razão da falta de policiamento na parte interna do estádio.

“A Arena de Pernambuco teria que ter policiamento. O Estatuto do Torcedor, que é uma lei federal, prevê que tem que existir policiamento e segurança pública dentro do estádio. Então, o Santa Cruz não tem nenhuma responsabilidade por não ter tido policiamento dentro do estádio. O que a gente precisa entender é que a segurança pública é coisa do Governo, não do clube de futebol.”

Portanto, com a eliminação na 2ª fase do torneio classificatório, o Santa Cruz fica sem jogos oficiais marcados, até então, em 2020.

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*