Goleador na base, atacante deixa o Bahia com o fim do time sub-23

Cristiano era tratado como uma joia da base tricolor

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Tratado como uma joia nas divisões de base do Esporte Clube Bahia, sendo artilheiro em Campeonatos Baianos da categoria infantil, em 2013 e em 2014, com 25 e 21 gols, respectivamente, e em 2015, marcando 25 gols no estadual juvenil, o atacante Cristiano não teve seu contrato renovado e é mais um que deixa o Esquadrão com o fim do time sub-23. O jogador de 21 anos, que surgiu na Copinha de 2016, foi promovido aos profissionais com apenas 17 anos, mas não despontou e retornou ao time júnior. Em 2019, foi um dos destaques do time de transição comandado por Dado Cavalcanti, marcando 4 gols em 15 jogos, mas esse ano esteve entre os reservas até a competição ser paralisada por conta da pandemia do novo coronavírus.

 

Em 2018, Cristiano teve seu último ano na base e fez parte da equipe que conquistou o título baiano sub-20. Esperava por novas oportunidades no elenco principal, no entanto, sofreu uma lesão no joelho que o afastou da maior parte da temporada. Retornou no início de 2019 e treinou com o grupo profissional nos primeiros meses, mas não recebeu nenhuma chance e foi incorporado ao time de aspirantes para disputa do Campeonato Baiano, onde fez apenas um jogo no dia 22 de janeiro, contra a Juazeirense.

Natural de Arapiraca (AL), Cristiano Alves da Silva surgiu como promessa na Copa São Paulo de 2016 e foi promovido ao time profissional com apenas 17 anos. Teve poucas chances na equipe principal e retornou ao time sub-20, disputando a Copinha de 2017 e 2018.  O jogador passou pelas Seleções Sub-15 e Sub-17 do Brasil. Em 2016, atuou em um amistoso contra o Orlando City e foi titular em uma partida pela Copa do Brasil, além de ter atuado três jogos pelo Campeonato Baiano.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*