Federações e Estados divergem quanto à aprovação para volta do futebol

Ministério Público deu parecer positivo para retorno dos estaduais

Foto: Felipe Oliveira/Divulgação/EC Bahia

Com algumas ressalvas, o Ministério da Saúde enviou um parecer favorável à retomada do futebol. A principal questão apontada diz respeito à falta de testes rápidos frente à necessidade de atender a população. No documento, o Ministério da Saúde sugere que a CBF “garanta a realização dos testes e avaliações constantes não apenas nos atletas, mas também que seja ofertado aos membros das comissões técnicas, funcionários e colaboradores, assim como respectivos familiares e contactantes próximos”. Apesar do aval para retomada das competições, inicialmente dos Estaduais, mas nem todas Federações seguirão essa recomendação, e a tendência é que permaneçam orientados pelos seus governos, mesma postura dos clubes em relação ao tema.

 

Em reunião com as federações por videoconferência, na última terça-feira, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) sugeriu a retomada dos Estaduais a partir de 17 de maio. No entanto, o presidente da Federação Bahiana de Futebol (FBF), Ricardo Lima, descartou voltar com o Baianão esse mês. “A gente está vendo uma política de isolamento e precisa dialogar com governo e prefeituras para que eles possam nos balizar. No dia 17, por tudo que estamos vendo no estado, a gente percebe que é inviável”, afirmou. Além disso, o Governo da Bahia prorrogou a proibição de jogos no Estado até 18 de maio.

Em São Paulo, o local mais atingido pela pandemia de coronavírus, decretou quarentena até o dia 10 de maio, porém o governo já deixou claro que pode estender o período, caso as recomendações não estejam sendo suficientes para o combate da doença. A Federação Paulista de Futebol, por sua vez, segue o posicionamento tomado pelo governador João Dória e vai aguentar o desenrolar da situação, além de contar com uma comissão médica própria.

No Rio Grande do Sul a situação é bem diferente. Em Porto Alegre, Grêmio e Internacional já estão liberados para voltar às atividades, o que deve acontecer na próxima segunda-feira. A ideia da Federação Gaúcha de Futebol é retomar o campeonato estadual no dia 17 de maio, com portões fechados. No entanto, ainda haverá uma reunião para tratar do tema na próxima semana.

Em Minas Gerais, as autoridades de saúde ainda não recomendam a volta do esporte, enquanto isso a Federação Mineira de Futebol montará uma comissão médica própria para discutir o tema e avaliar as condições para um possível retorno, ainda sem data prevista. No Rio de Janeiro, as medidas restritivas foram prorrogadas mais uma vez, até o dia 11 de maio e não há sinalização positiva dos órgãos de saúde para a volta do futebol.

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*