Pressão pela demissão de Enderson deixa diretoria do Bahia “entre a cruz e a espada”

Se vai manter o técnico por falta de opções, será preciso dar uma “sacudida”

Guilherme Bellintani, presidente do Bahia. Foto: Divulgação

Caros leitores e torcedores do site Futebol Bahiano, não é o primeiro artigo em que comento a situação atual do Esporte Clube Bahia na temporada 2019. Só que agora a situação passou dos limites. E percebemos um cenário mais que complicado da relação da torcida com a postura do time dentro de campo, com a comissão técnica e a diretoria que não ouve os conselhos do torcedor.

A derrota do Bahia para o Sergipe, que não atravessa boa fase e até então era o PIOR time da na Copa do Nordeste, foi a gota d’agua, com todo respeito ao adversário. Se por um lado temos um time inexpressível dentro de campo, por outro temos uma torcida impaciente e muito chateada com a comissão técnica e a postura de alguns jogadores, diga-se de passagem, com toda razão. Um exemplo é o meia Guilherme, que revoltou o torcedor com sua atitude. E essa mesma torcida, cobra também uma postura mais firme da diretoria do clube para uma solução da situação em que o time atravessa.

Eliminado da Copa Sul-Americana na primeira fase para o modesto Liverpool do Uruguai, o Bahia corre sérios riscos de ficar de fora das fases de mata-mata do Campeonato Baiano (onde ocupa a 5ª colocação e depende de combiação de resultados para se classificar na última rodada) e da Copa do Nordeste (onde atualmente figura no sexto lugar do Grupo B com 9 pontos). Já na Copa do Brasil, avançou nas duas primeiras fases com as calças na mão diante dos tímidos Rio Branco do Acre e Santa Cruz de Natal.

Se a diretoria vai manter o técnico por falta de opções no mercado, será preciso dar uma “sacudida” no grupo, caso contrário a falta de resultados não pagará os investimentos que foram feitos para esse ano gerando tantas expectativas para o torcedor. É preciso entender que a paciência da torcida acabou e que de forma nenhuma pode continuar acontecendo dentro de campo o quem vem sendo apresentado pelos jogadores.

Se a diretoria está “entre a cruz e a espada”, por não ter boas opções no mercado com relação a técnico, não esqueça que do outro tem uma torcida fiel que vai ao estádio, se fideliza ao sócio torcedor, compra camisa e abraça o que for preciso para poder ver o Bahia estar entre os principais clubes do Brasil.

Abraço a todos!

Marcos Leite – Professor, Torcedor apaixonado pelo Esporte Clube Bahia e colaborador do Futebol Baiano.



Deixe seu comentário

1 Comentário

  1. Hey there! Quick question that’s completely off topic.
    Do you know how to make your site mobile friendly? My site looks
    weird when browsing from my iphone. I’m trying to find a template or plugin that might be able to resolve this issue.

    If you have any suggestions, please share. Many thanks!

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*