Queremos um Bahia disputando títulos importantes, diz Diego Cerri

Em bate-papo interessante à ESPN, o diretor de futebol do Esporte Clube Bahia, Diego Cerri, falou sobre diversos assuntos, desde a reconstrução do clube que renasceu das cinzas após um longo período sombrio, passando pela restruturação e reformulação visando contratações de bom custo benefício e vetando os “medalhões” antes presentes frenquentemente no Fazendão. Para o futuro, o diretoria almeja um Esquadrão disputando títulos importantes, porém, o dirigente ressalta que é preciso ter paciência diante das dificuldades e disparidade financeira.

“A gente quer que o clube chegue a um patamar que possa disputar títulos importantes novamente. Neste momento, estamos tentando estabilizar na Série A e aos pouquinhos reconstruir esse gigante que é o Bahia. Mas tem que ter paciência, porque a realidade, a disparidade financeira e as dificuldades para ganhar um Brasileiro são muito grandes. Em pontos corridos, precisamos conseguir chegar. Mas, no momento, temos as chances maiores de ganhar as Copas, que são torneios mata-matas. Esse ano foi a primeira vez que passamos por adversários internacionais na Copa Sul-Americana”, disse Cerri.

VEJA TUDO AQUI



Formado em Esporte pela USP (Universidade de São Paulo) e com pós-graduação na Escola Paulista de Medicina, Cerri chegou ao Bahia em agosto de 2016 e seu trabalho vem dando tão certo que, no final de 2017, o Santos tentou levá-lo para a Vila Belmiro. O presidente José Carlos Peres fez o convite, mas Cerri preferiu seguir em Salvador. Quem também se interessou pelo profissional foi o técnico Fábio Carille, ex-Corinthians, contratado pelo Al Wehda da Arábia Saudita.

Deixe seu comentário