Campeonato Brasileiro: declínio de gols

Matéria interresante da Folha de São Paulo, neste feriado de 2 de novembro. O Campeonato Brasileiro de 2012 tem a pior média de gols da era dos pontos corridos, iniciada em 2003. Até à 33ª rodada, foram anotados 811 gols, média de 2,46 por partida – inferior às últimas nove edições.

A rodada passada, por exemplo, computou apenas 17 tentos em dez partidas. A escassez de gols ocorre, simultaneamente, de um declínio dos camisas 9 no país, algo que se reflete claramente na seleção brasileira.


O são-paulino Luis Fabiano (15), chegou a ser chamado para o Superclássico das Américas, contra a Argentina, mas teve desempenho discreto. Depois, sofreu com lesões e não conseguiu atuar seguidamente pelo clube.

Os outros candidatos ao prêmio de goleador da competição não parecem ter o perfil de quem será convocado em breve pelo técnico Mano Menezes: Bruno Mineiro (Portuguesa), Aloísio (Figueirense) e Kieza (Náutico).

Como reflexo da carência, a seleção brasileira tem jogado sem um centroavante fixo. Foi assim nos últimos três amistosos – goleadas ante China, Iraque e Japão. O único camisa 9 chamado pelo treinador da seleção para o amistoso contra a Colômbia, no dia 14, em Nova Jersey, foi Leandro Damião, do Internacional.

PROVA DOS 9

O prêmio de artilheiro do Campeonato Brasileiro significa pouco para a carreira de quem o conquistou, pelo menos nos últimos anos. Os goleadores das edições mais recentes do Nacional – desde 2006, quando passou a ser disputado por 20 clubes – não decolaram depois.

Quem se saiu melhor foi Jonas, autor de 23 gols pelo Grêmio, em 2010, hoje titular do Valencia (mas como coadjuvante do espanhol Soldado) e lembrado vez ou outra por Mano – não foi convocado para o jogo ante a Colômbia.

Souza anotou 17 gols pelo Goiás em 2006. Depois defendeu Flamengo, Corinthians e Bahia, sem repetir o desempenho daquele ano. Josiel, artilheiro do Brasileiro há cinco anos, chegou a passar pelo Flamengo. Hoje está no Cuiabá, que disputou a Série C do Nacional.

A safra de 2008 teve o novato Keirrison (que depois só acumulou decepções) e os vateranos Washington e Kleber Pereira, aposentados.

A artilharia de 2009 foi dividida entre Diego Tardelli e Adriano. O primeiro está encostado no Anzhi, da Rússia. O segundo tenta, no Flamengo, voltar a ser um atleta. Borges, 23 gols no Santos em 2012, estava na reserva no Cruzeiro antes de se machucar. Não joga mais no ano.

Deixe seu comentário

6 Trackbacks / Pingbacks

  1. upcoming movies
  2. 인터넷바카라
  3. 밤전
  4. 카지노사이트
  5. 카지노사이트
  6. the best roofing specialists

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*