A história se repete

Algumas sondagens sobre a possível contratação do meia Ramon Menezes, hoje queimado no Vitória por falta de fôlego suficiente e disposição do treinador em montar esquema especial, já que, segundo Carpegianni, pra manter Ramon na titularidade, muitas mudanças teriam que ser feitas no Vitória e isso limitaria as ações do Treinador, pois que os esquemas para a prática são completamente diferentes. Mais ou menos assim: ou joga Ramon ou joga Leandro Domingues, sendo que com Ramon outras peças teriam que ser mexidas.

Com Ramon, o treinador precisaria de outro meia menos ofensivo, estilo terceiro volante, talvez Bida, hoje também fora dos planos, por isso Ramon vai sendo descartado. Não é por falta de futebol, é por falta do tal jogador necessário a essa esquematização. Esse jogador atuaria como um terceiro volante, guardando uma posição posterior enquanto ele, Ramon Menezes jogaria mais enfiado, como disse a fonte, seria o camisa oito ½, trocando de posição com um dos atacantes eventualmente.

Foi a partir dessa perspectiva que, de fato, surgiu o interesse do Bahia e de Ramon, segundo dizem, essa disposição “sonhada” partiu do próprio Ramon, mas a resistência é que também o jogador talhado pra fazer essa função que Bida fazia no Vitória, no Bahia seria Léo Medeiros e até melhor, por ser canhoto enquanto Ramon é destro, teoricamente mais fácil nessa composição, só que Leo Medeiros assim como Bida no Vitória, enfrenta problemas no Bahia. Ainda assim o Bahia tem Elton, que segundo dizem pode fazer essa função de terceiro volante também, no caso de Leo a experiência vem desde os tempos de Ney Franco em outro time aí.

Outra fonte não muito confiável, dessa vez, garante que o Vitória ao perceber essa jogada possível, resolveu como fez da vez do finado Cleber, retardar ao máximo a saída de Menezes, de forma que, é bom para o rubro negro essa saída, dispensa-se do salário do jogador que não vem sendo usado, mas teme que a jogada do tricolor dê certo e aí ficar a pecha de ter ajudado o Bahia subir e isso ninguém perdoa por lá, o medo é muito grande na possibilidade do Bahia voltar a ser o que era.

Segundo sei, isso com convicção, o Bahia não discutirá nada enquanto Ramon tiver laços com o rubro negro, mas assinou um acordo de intenção com o procurador, uma espécie de pré-contrato, algo assim, para garantir que Ramon não tome virote, saia de lá e fique a vê navios por cá, foram os termos usados, mas esse documento só tem validade até quarta feira dia primeiro de julho às 10 horas. Dessa vez ou Vitória topa ou não haverá acordo, o Bahia diz que não espera, dizem, Ramon está agoniado o salário do Bahia quase que dobra de valor se ele sair até a tal data estipulada no acordo, daí pra frente não há garantias dos valores salariais acertados.

Deixe seu comentário

2 Trackbacks / Pingbacks

  1. games online
  2. Terry Healy Group Ltd

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*