Goleiro destaca alívio com salvação do Bahia e deixa lição para 2024

o arqueiro celebrou a permanência do Esquadrão na elite do futebol nacional.

Foto:Marcos Felipe/Bahia/Leticia Martins

Contratado junto ao Fluminense, o goleiro Marcos Felipe foi titular do Esporte Clube Bahia na temporada 2023, e passou por altos e baixos, com falhas no primeiro semestre, mas se redimindo e sendo decisivo na Série A com atuações importantes. Em entrevista à TV Bahia, o arqueiro celebrou a permanência do Esquadrão na elite do futebol nacional e destacou o aprendizado de “sempre ter fé e acreditar que sozinho não chega a lugar algum”.

 

“Quando nós entramos de férias, eu dobrei os meus joelhos e falei com Deus que eu queria viver coisas diferentes para o ano de 2023. E aconteceu na mesma época, a gente se livrar do rebaixamento. Para mim foi o maior triunfo que eu tive na minha carreira. Essa experiência pessoal, que em um ano vivenciei uma coisa complicada na minha família com a minha própria filha e, no ano seguinte, Deus nos presenteou com a permanência na Série A. Um jogo tão magnífico e um momento tão especial, com minha esposa e nossas filhas. Esse aprendizado de que temos que ter fé independentemente do que estamos vivendo. Temos que acreditar e saber que sozinho a gente não chega a lugar algum. Isso que fica marcado para mim”, disse. 

“Nós sabemos que o time do Bahia é um time que sempre esteve brigando, sempre esteve em lugares mais altos, e passar por essa situação foi bem complicado. Mas, graças a Deus, deu tudo certo. Para o Marcos Felipe goleiro, eu tinha vivido em 2019, e soube lidar muito bem com essa situação. Já para o Marcos Felipe pessoalmente, fora de campo, a gente sabe que existe ansiedade toda para resolver essa situação, mas tentei me manter tranquilo, sempre conversando com minha esposa. Eu sou um cara cristão, estive orando, confiando em Deus, e graças a Deus, deu tudo certo”.

“O que deixa de lição é a perseverança, acreditar sempre. Nós formamos um grupo, apesar de ter muitos jovens, mas muitos meninos que têm mente vencedora, muitos meninos que acreditavam que tudo poderia dar certo e é isso que fica para a gente. Esperamos que, ano que vem, possamos deixar o Bahia na parte de cima da tabela e fazer de tudo para brigarmos por coisas grandes”.

Autor(a)

Fellipe Amaral

Administrador e colunista do site Futebol Bahiano. Contato: futebolbahiano2007@gmail.com

Deixe seu comentário