Diretor nega interesse do Vitória em David Luiz: “É só boato, infelizmente”

"É só boato, infelizmente. Se ele tivesse interesse, com certeza o Vitória teria interesse", disse.

Foto: Gilvan de Souza/Flamengo

Em entrevista ao “PodZé”, no canal do BNews no YouTube, na última terça-feira, o presidente do Esporte Clube Vitória, Fábio Mota, revelou o interesse na contratação do zagueiro David Luiz, de 36 anos, que não terá o contrato renovado com o Flamengo e tem propostas do exterior (Leia aqui). No entanto, em entrevista ao Globo Esporte, na sexta-feira, o diretor de futebol Ítalo Rodrigues afirmou que em nenhum momento houve contato, mas admitiu que se o atleta tivesse o interesse em vestir a camisa rubro-negra, abriria negociação.

 

“É só boato, infelizmente. Se ele tivesse interesse, com certeza o Vitória teria interesse em abrir negociação com ele, mas em nenhum momento houve nenhum tipo de contato. Particularmente, sou fã dele, acho que é um atleta, e tenho muito esse perfil, futebol não é só futebol, existe o lado humano, as pessoas, a família, e o David Luiz é um cara que todo tempo transparece muito ser um cara de grupo, humano, que cuida, que gere as pessoas. Que abraça quando tem que abraçar e cobra quando tem que cobrar. Mas talvez não nessa oportunidade, quem sabe mais à frente”, disse o diretor. 

Natural de Diadema (SP), David Luiz Moreira Marinho surgiu no Vitória, onde se profissionalizou e foi campeão baiano em 2005. Após 55 jogos pelo Leão, foi negociado com o Benfica em 2007. Em Portugal, não demorou para cair nas graças da torcida. Virou ídolo e foi vendido ao Chelsea em 2011, onde atuou até 2014. Teve uma passagem pelo Paris Saint-Germain e retornou ao Chelsea em 2016.

Em 2019, o defensor acertou com o Arsenal, disputando duas temporadas. O retorno ao futebol brasileiro aconteceu em 2021, contratado pelo Flamengo. Foram 96 jogos em dois anos e meio no clube carioca, com um gol e duas assistências, sendo campeão da Copa do Brasil e da Libertadores em 2022.

David Luiz foi campeão da Copa das Confederações em 2023 com a Seleção Brasileira e foi titular na Copa do Mundo de 2014, naquele fatídico 7 a 1 contra a Alemanha no Mineirão. O defensor foi campeão em todos os clubes onde passou, mas foi no Chelsea onde conquistou seu maior título, a Liga dos Campeões de 2011/12.

Autor(a)

Fellipe Amaral

Administrador e colunista do site Futebol Bahiano. Contato: futebolbahiano2007@gmail.com

Deixe seu comentário