Ceni busca fórmulas para um 2024 sem sofrimento para o Bahia

Ceni citou a famosa mística do clube de decidir no final, lembrando do histórico gol de Raudinei.

Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

O ano de 2023 foi de muito sofrimento para o torcedor do Bahia, começando pela eliminação precoce na Copa do Nordeste, e terminando com uma campanha pífia no Campeonato Brasileiro e um quase rebaixamento para a Série B, escapando no último suspiro. O técnico Rogério Ceni espera encontrar fórmulas para que a torcida não passe pelo mesmo sofrimento e tenha alegrias em 2024.

 

“Que a gente não faça eles passarem por esse aperto outra vez. Que a gente encontro fórmulas para que eles tenham mais alegrias, comemorem mais triunfos. Não é difícil só para eles. Para mim também. Tem muita gente que espera o fracasso para bater em você. Já que não veio, vamos nos preparar melhor para ano que vem”.

Ceni citou a famosa mística do clube de decidir no final, lembrando do histórico gol de Raudinei. “Eu acho que o Bahia tem aquela mística do, fim né?! Do eterno gol de Raudinei, né?! Acho que isso fez parte de nossa essência. No dia que eu cheguei aqui eu falei que o Bahia vai surpreender muita gente em poucos anos. Seria um regresso muito grande voltar para a Série B. Perderíamos dois anos. Mas sobrevivemos ao ano zero. Não podemos desistir nunca, isso é uma coisa que eu levo. Outra coisa é que temos que nos preparar melhor para não repetir isso”.

Agora o Esporte Clube Bahia inicia o planejamento para a temporada 2024, quando disputará Campeonato Baiano, Copa do Nordeste, Copa do Brasil e Série A. A estreia do Esquadrão em 2024 será contra o Jequié, no dia 17 de janeiro, às 21h30, na Arena Fonte Nova, pela 1ª rodada do Baianão.

Autor(a)

Fellipe Amaral

Administrador e colunista do site Futebol Bahiano. Contato: futebolbahiano2007@gmail.com

Deixe seu comentário