Marcinho diz compreender resistência de parte da torcida do Bahia

Marcinho estava sem clube desde abril quando rescindiu com o Athletico-PR

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

O Esporte Clube Bahia apresentou na tarde desta quarta-feira o lateral-direito Marcinho, contratação que gerou bastante repercussão antes mesmo do anúncio por conta do jogador responder a um processo criminal após ter atropelado um casal de professores em dezembro de 2020. Uma parte da torcida protestou contra a chegada do lateral. Na entrevista, Marcinho disse entender a resistência dos torcedores devido ao caso delicado, mas afirmou que mudou bastante de 2020 para cá e espera render dentro de campo para ajudar o Bahia a alcançar o acesso.

 

“Muito honrado de vestir a camisa do Bahia, que é um grande clube do Brasil. Um clube gigantesco. Compreendo a resistência sobre mim. Sei que foi um caso bem delicado. Se fosse para fazer coisas diferentes, teria feito. Espero conseguir render e fazer o clube alcançar o acesso”.

O atleta de 26 anos já está regularizado no BID da CBF, porém, não atua desde fevereiro, na final da Recopa Sul-Americana, quando defendia o Athletico-PR. Em 2022, fez apenas três jogos. Marcinho chega no clube para disputar posição com André e Douglas Borel.

“São jovens muito bons de bola. Vi de perto com os treinos até aqui. É normal oscilar. Eles vão evoluir muito. Quero passar coisas boas para eles e ao mesmo tempo aprender outras”.

ASSISTA A ENTREVISTA COMPLETA

Autor(a)

Fellipe Costa

Administrador e colunista do site Futebol Bahiano. Contato: futebolbahiano2007@gmail.com

Deixe seu comentário