Técnico do Vitória lamenta punição da FIFA: “Inviável trazer reforços”

Com a punição do transfer ban, o Vitória está novamente impedido de registrar novos jogadores

Foto: Divulgação/EC Vitória

O Esporte Clube Vitória vive um momento de incerteza sobre a classificação à 2ª fase do Campeonato Brasileiro da Série C. O Leão tem mais dois jogos pela frente, contra Mirassol (fora) e Brasil de Pelotas (casa), e precisa vencer ambos, além de contar com tropeços dos concorrentes para terminar no G-8. Em entrevista após o empate em 2 a 2 com o ABC no Estádio Manoel Barradas, o técnico João Burse falou sobre a busca por reforços, mas frisou que ficou inviável após a punição da FIFA e valorizou os jogadores do elenco que tem nas mãos.

 

Com a punição do transfer ban, o Vitória está novamente impedido de registrar novos jogadores por até três janelas, ou seja, até julho de 2023. O motivo é dívida com o Boca Juniors, da Argentina, pelo não pagamento do empréstimo de Walter Bou. Para a punição ser retirada, o Vitória precisa pagar algo em torno de 350 mil dólares, pouco mais de R$ 1,8 milhão na cotação atual. No final da temporada passada, o clube foi punido por conta de uma dívida com o atacante Walter Bou, e precisou correr para montar o elenco para temporada 2022. O débito foi quitado em março.

“Sim, estávamos monitorando o mercado, mas com essa situação fica inviável trazer reforços. Infelizmente não vai ser possível, então é valorizar os nossos atletas”, disse o treinador. 

Autor(a)

03/08/2022 às 10h30

Fellipe Costa

Redator e Administrador do Futebol Bahiano. Contato: [email protected]

1 Comentário

  1. Então fica assim: Se não se classificar vai ficar parado um bom tempo, então acontecerá o seguinte, não vai ter condições de manter os jogadores e também não pode dispensar, senão não vai ter time pra colocar em campo quando voltar a jogar, aí acaba kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

1 Trackback / Pingback

  1. Freeland defende chegada de Marcinho e diz que Bahia 'está fazendo o bem'

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*