Comissão de Arbitragem reduz quadro de árbitros na elite do Brasileiro

De acordo com o presidente do órgão da entidade máxima do futebol nacional, Wilson Seneme, proposta é escalar os profissionais de confiança e em bom momento

Foto: Divulgação/CBF

A Comissão de Arbitragem da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) optou por uma alternativa rígida sobre os árbitros que atuam na Série A do Campeonato Brasileiro. A entidade máxima do futebol nacional está chefiada há quatro meses por Wilson Seneme, atual presidente. Uma das medidas mais recentes foi a limitação na escalação de árbitros na elite da competição. A informação foi publicada pelo site ge.globo.

 

De acordo com o gestor da CBF, a proposta é escalar os árbitros de confiança e em momento de prosperidade nas atuações. Cerca de 42 nomes, no máximo, trabalharam nas últimas três edições. Neste ano, após 21 rodadas, 26 árbitros apitaram partidas da Série A.

Acima de tudo, a redução no quadro de árbitros registra 38%. Na última semana, aproximadamente 95 árbitros, assistentes e árbitros de VAR participaram da intertemporada. Raphael Claus e Anderson Daronco, por exemplo, dois dos mais escalados, marcaram presença.

“Identifiquei muitos árbitros jovens que era de alto risco (apitarem) nas oportunidades que tinham. Cometiam erros e chamavam muito a atenção. Foi estratégia inicial reduzir esse grupo de árbitros para a gente poder ter mais garantias da prestação de serviço”, analisou Seneme, em entrevista ao ge.

Deixe seu comentário!

PUBLICIDADE

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*