Geninho critica gestão do Vitória: “Era melhor não ter me chamado”

Ex-treinador do Leão da Barra ficou no comando do time em apenas quatro jogos, onde venceu apenas um jogo

Foto: Divulgação/Pietro Carpi

Demitido do Vitória há pouco mais de um mês, Geninho conseguiu comandar o time rubro-negro em apenas quatro jogos, onde venceu um. A quinta passagem do treinador no Leão da Barra, que começou em março deste ano, acabou após a derrota por 3 a 0 para o Fortaleza, no jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil, na Arena Castelão. Com vasta experiência no futebol brasileiro, Geninho apontou que questões internas implicaram na condução do seu trabalho dentro do Vitória.

 

“Minha primeira vez no Vitória foi como jogador, em 1982. Depois tinha voltado ao clube, já como técnico, para livrar o Vitória do rebaixamento em duas situações bastante complicadas e conseguimos evitar. Depois veio a pandemia e eu acabei sendo demitido em uma situação que até hoje eu não sei explicar. Agora, na quarta passagem, o clube estava em reformulação com o afastamento de Paulo Carneiro e queriam que eu fosse participar dessa renovação, e cheguei lá três dias depois deles serem eliminados na primeira fase do Campeonato Baiano. Meu primeiro jogo foi pela Copa do Brasil e com o mesmo grupo que tinha sido eliminado do estadual, mas mesmo assim conseguimos a vitória e colocamos dinheiro na conta do clube. Logo em seguida, começamos a Série C. Em duas partidas, perdemos para o Remo e o Floresta e logo depois fomos fazer o jogo contra o Fortaleza, time de Série A que todo mundo sabe a qualidade, e no meu time eu não tinha contratado ninguém. Perdemos fora de casa e eu fui demitido sem nenhuma explicação”, analisou, em entrevista ao programa Mesa Redonda, da TV Gazeta.

Para ele, a equipe necessita de reformulação em diversos aspectos. “É um time que precisa se reformular, mas não me deram esse tempo. Se fosse para não me dar tempo era melhor não ter me chamado”,  finalizou.

No período em que assumiu o Vitória na recente passagem, Geninho somou três derrotas, além do triunfo. No geral, ele somou 25% de aproveitamento dos 100% de pontos disputados.

Deixe seu comentário!

1 Trackback / Pingback

  1. Geninho critica gestão do Vitória: "Era melhor não ter me chamado" – Futebol Bahiano – Portal Osso Duro de Roer

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*