Edson destaca ‘sensação de alívio’ na chegada ao Brasil após deixar a Ucrânia

"É uma sensação de alívio, né? Aproveito para agradecer a todo mundo", disse ele.

Foto: Ayrton Freire / Inter TV Cabugi

Nesta quinta-feira, o volante Edson desembarcou na cidade de Natal e reencontrou a família, após conseguir deixar a Ucrânia em meio a invasão russa. O jogador estava no Esporte Clube Bahia e foi contratado no início do ano pelo Rukh Lviv. Ele saiu da cidade de Lviv e tentou deixar o país pela Polônia, junto com colegas de clube, porém, todos foram impedidos de entrar. Com isso, foram pela Hungria e lá pegaram o voo para o Brasil. O atleta viaja para São Paulo na próxima semana para se reunir com seu empresário e definir seu futuro profissional. Ele relatou o sentimento de alívio.

 

“É uma sensação de alívio, né? Aproveito para agradecer a todo mundo que estava torcendo pela saída minha e de meus amigos. Graças a Deus a gente conseguiu sair de lá, daquele momento difícil que a gente viveu. Só sabe quem estava lá. Foi difícil pra caramba, mas a gente está aqui e agora vamos descansar e aproveitar a família”, disse.

Natural de Natal (RN), Edson Fernando da Silva Gomes  deu os primeiros passos no futebol defendendo o Alecrim-RN. Chegou a ter uma passagem rápida pelo time sub-20 do Vitória na temporada 2017, mas não permaneceu e acertou com o Votuporanguense. Em 2019, ele disputou 12 partidas no Campeonato Potiguar pelo Globo e chegou ao Bahia para integrar o elenco sub-23. Com o técnico Dado Cavalcanti, ele deixou a lateral-direita e passou a jogar como volante.

Em 2019, disputou 11 jogos pelo Bahia no Campeonato Brasileiro de Aspirantes. Em 2020, atuou em 10 partidas no Baianão, fazendo parte do elenco campeão baiano diante do Atlético. Foi promovido ao elenco principal e entrou em campo 14 vezes, 12 pela Série A e 2 pela Sul-Americana. Em 2021, seguiu integrando o grupo principal e fez 21 jogos, 5 pelo Nordestão, 3 pela Copa do Brasil e 13 pelo Brasileirão. Deixou o Bahia em janeiro de 2022 para atuar no Rukh Lviv, da Ucrânia. O clube baiano não lucrou nada com a transferência, mas manteve 30% dos direitos econômicos do atleta.

Autor(a)

03/03/2022 às 21h40

Fellipe Costa

Redator e Administrador do Futebol Bahiano. Contato: [email protected]

2 Trackbacks / Pingbacks

  1. Veja os gols de Castanhal-PA 1 x 1 Vitória pela Copa do Brasil
  2. Melhores momentos de Castanhal 1 x 1 Vitória pela Copa do Brasil

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*