Bellintani revela conversa com Petraglia para resolver o caso Daniel Cruz

Daniel Cruz tem 20 anos e já atuou em três partidas oficiais pelo CAP

Foto - Fabio Wosniak/athletico.com.br

Um dos destaques do time sub-20 do Esporte Clube Bahia no ano passado, o atacante Daniel Cruz acabou não aceitando a proposta de renovação de contrato e deixou o clube baiano no segundo semestre de 2021. Na época, o jogador era cotado para ser promovido ao elenco principal, mas acabou afastado. A diretoria tricolor afirmou que existia uma cláusula de renovação automática, porém, mesmo assim o jogador deixou o Esquadrão e assinou com o Athletico Paranaense a custo zero. No Furacão, o jogador de 20 anos integra o time B, que disputa o Campeonato Paranaense.

 

O Esporte Clube Bahia notificou o Athletico-PR cobrando uma multa de R$ 1,2 milhão, e deu um prazo de 10 dias para o pagamento, o que não aconteceu. Com isso, o clube acionou a CNRD, câmara criada pela CBF para que decisões judiciais aconteçam de forma mais rápida e especializada no esporte.

Em entrevista recente, o presidente Guilherme Bellintani falou sobre o assunto e revelou que tem tratado do assunto diretamente com o presidente do Athletico-PR. Ele frisou que existe a possibilidade do Bahia receber um valor em dinheiro ou empréstimo de atletas.

“Sobre Daniel Cruz, temos uma demanda aberta na CNRD. Tenho falado com o presidente Petraglia (do Athletico Paranaense), sobre esse tema e vários outros. Pode vir através de dinheiro ou empréstimo de atletas, contrapartida de direitos econômicos de outros atletas. Não temos nada mais o que possamos fazer. Fizemos tudo o que podíamos, registramos o contrato na CNRD e temos o processo aberto lá dentro, que é um pouco demorado. Alguma hora vai nos interessar algum nível de conciliação. Temos uma boa relação com o Athletico Paranaense, inclusive para eventualmente termos jogadores emprestados ao longo do ano, mas ainda nada fechado”, falou.

Daniel Cruz foi um dos destaques da equipe sub-20 do Bahia no ano passado, principalmente na campanha do vice-campeonato da Copa do Brasil, mas o impasse na renovação de contrato acabou impedindo uma promoção ao elenco principal na época comandado por Dado Cavalcanti. Houveram várias reuniões entre o clube e o empresário do atleta, Marcelo Pacheco, mas nunca chegaram a um acordo em relação ao salário. Após a chegada de Júnior Chávare, um acordo ficou próximo de acontecer, mas depois foi novamente afastado, e acabou deixando o clube baiano, acertando sua ida para o Athletico-PR.

Deixe seu comentário!

3 Comentário

  1. Nunca vi um Presidente tão cabeçudo igual este Presidente do Bahia.
    Perdeu Daniel Cruz, um jovem talento que se estivesse sendo aproveitado neste time mambembe do Bahia, estaria hoje valendo alguns milhões, afinal, futebol Daniel tem e poderia sim, ser titular no Bahia.
    Aliás, com esta política de desvalorização de jogadores oriundos da base, Bellitani dá um tiro no próprio pé, ou melhor nos cofres do clube, o que já ocorre desde que assumiu o clube. Pergunto quantos milhões o Bahia perdeu com Daniel Cruz e Raí do Fluminense do Piauí? Deixou de investir $300 mil reais, um cheque ao portador, pois trata se de um talento promissor. Certamente, porque o atleta não pertence a algum Empresário ligado á direção do Bahia.
    Vejam que o rial, só este mês faturou 9 milhões com a venda de atletas para o exterior. Mesmo indo mal na Copa São Paulo, já incorporou jogadores no time principal Bellitani gasta errado frequentemente, contratando jogadores ruins que, lá na frente terá que dispensa-los e como consequência, acaba onerando os cofres do clube, sem falar na parte técnica com o time dando vexame até mesmo neste flamigerado campeonato baiano.

    • E com Guto Ferreira, dificilmente jogador da base será titular. A não estes vindos de fora, como é o caso de Ronaldo e outros. Os jogadores da base, refugos de times médios, grandes ou pequenos pequenos de São Paulo, são sempre prioridade, pois são jogadores de Empresários de fora ou de Marcelo Santana.

3 Trackbacks / Pingbacks

  1. Após deixar o Bahia, centroavante acerta com clube catarinense
  2. Bahia aparece no 11° lugar em ranking de gastos dos clubes brasileiros
  3. Juazeirense acerta a contratação do experiente zagueiro Rodolfo

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*