Bahia precisará renegociar 13º salário atrasado com seis jogadores

"O Bahia vai tratar suas dificuldades financeiras com transparência", disse.

Sem dúvida alguma, um dos fatores determinantes para a péssima campanha e consequentemente o rebaixamento do Esporte Clube Bahia na temporada 2021 foi o atraso de salários do elenco. Durante o Brasileirão, os jogadores chegaram a protestar, se recusando a dar entrevista antes e após alguns jogos. Questionado sobre o assunto, o presidente Guilherme Bellintani garantiu que os salários estão em dia, com exceção do 13º de 2021. O gestor também revelou que existem valores em aberto com seis jogadores em relação a 2020 e que essa dívida será renegociada, e trata como “algo normal” diante da pandemia.

 

“Primeiro é uma coisa importante que se diga, o Bahia está com salários em dia, tanto de funcionário quanto de atleta. Premiação de que? De queda para a Série B? Primeira coisa, salários estão em dia. Salvo 13º de 2021 e em relação a seis atletas que temos negociações do ano passado, esses valores precisam ser renegociados. Perdemos R$ 10 milhões por cair para a Série B já em dezembro. A responsabilidade precisa ser assumida por todos”, disse.

“O Bahia vai tratar suas dificuldades financeiras com transparência. Então tudo o que falarmos, é verdadeiro. Entre o festival de fake news, e o que o presidente disser, peço que acredite no que eu falar. Devemos a seis atletas em relação a 2020, e vamos renegociar. Se todos caímos, o clube e cada jogador, inclusive os jogadores a quem devemos, cada um tem que responder por uma renegociação que não afete a seriedade e o planejamento financeiro. O salário está em dia, exceto o 13º e os seis jogadores com quem temos dívidas, que é normal no cenário pós-pandemia”, declarou.

Com a queda para Série B, o Bahia viu o seu orçamento cair 44% (quase R$ 80 milhões). O clube estima R$ 95 milhões de receitas para a temporada 2022, com o principal objetivo de retornar à Série A. Com a redução nos custos, o clube perdeu vários jogadores, alguns deles importantes, também precisou demitir alguns funcionários, e vem buscando reforços dentro da nova realidade de readequação salarial. Bellintani assegurou que o clube está dentro do planejamento financeiro.

“A gente pode assegurar que o que estamos planejando financeiramente é dentro da realidade do que o clube vai ter de orçamento para 2022. O que estamos planejando é de acordo com nossa realidade. O que estamos fazendo é um planejamento e folha salarial coerente com o que foi planejado para 2022”, indicou.

 

Deixe seu comentário!

3 Comentário

  1. É muito fácil identificar as camisas vendidas por está GESTÃO … É só olhar e ver os nomes dos patrocinadores estampados,fruto de sofrimento em minha memória de um tempo que foi Destruindo um GIGANTE… Nada contra os parceiros porém são também FRUTO DE LEMBRANÇAS DE UM GESTOR FRACASSADO … NUNCA VESTIREI UM PRODUTO COM ESTÁS ESTAMPAS …

  2. COM A PALAVRA OS APOIADORES DO GRUPO DE BELLLITANI BLÁ BLÁ BLÁ QUE JUNTOS REBAIXARAM O BAAAEEEA E GASTARAM O MAIOR ORÇAMENTO DE UM CLUBE DO NORTE E NORDESTE DE FORMA IRRESPONSÁVEL.. NOSSA PANDEMIA É A GESTÃO FRACASSADA BELLLITANI QUE TEM TAMBÉM A META DE VENDER O FAZENDÃO LUGAR DE ONDE NUNCA DEVERIAMOS TER SAÍDO..

3 Trackbacks / Pingbacks

  1. Já eliminado, Vitória se despede da Copa São Paulo nesta segunda
  2. Bahia joga pelo empate para avançar ao mata-mata da Copa São Paulo
  3. Jacuipense, Canaã e Camaçariense decidem vaga para 2ª fase da Copinha

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*