Presidente ressalta dificuldades financeiras para administrar o Atlético-BA

Carcará disputará Baianão, Copa do Brasil, Copa do Nordeste e Série D em 2022

Foto: Divulgação

Campeão da última edição do Campeonato Baiano, o Atlético de Alagoinhas, assim como diversos clubes do futebol brasileiro, enfrentou dificuldades durante a atual temporada por causa da pandemia da Covid-19. Acima de tudo, a parte financeira sofreu prejuízos. Todavia, o presidente do Carcará, Albino Leite, ressaltou o empenho da gestão para manter o time nos trilhos dos títulos a serem disputados em 2022.

 

“Estamos há um ano e oito meses sem ter nossa camisa humana no estádio. As dificuldades são diversas. Para manter esse clube vivo é muito trabalho. Sempre falei: você conhece o gestor quando a empresa não tem dinheiro. Nós hoje estamos na cidade de Serrinha, com nosso planejamento financeiro. Já utilizamos uma parte da verba da Copa do Brasil, para poder oxigenar, porque essa pandemia pegou todo mundo de calça curta. Conseguimos honrar. Os atletas voltaram. Eles confiam no presidente, na diretoria. Ser campeão é uma consequência de fatores, principalmente de trabalho. No meu primeiro ano, fomos vice-campeões. No segundo, campeões. Sempre trabalhando com humildade. Nosso atleta sabe que aqui a gente sofre realmente. Mas sabe que vem para ganhar, que tem um objetivo lá na frente”, explicou o mandatário, em entrevista ao programa BN Na Bola, da Rádio Salvador FM 92,3.

Na tentativa de manter a boa performance do Atlético-BA no Baianão, Copa do Nordeste, Copa do Brasil e Série D do Campeonato Brasileiro, o clube de Alagoinhas trabalha para anunciar reforços antes do início do torneio estadual. Um dos nomes é o atacante Arthur Caculé, jogador com passagem pelo Cuiabá em 2020, e Al-Najma, dos Emirados Árabes.

“Há negociações. Não está nada engessado. Nosso gerente de futebol trabalha muito bem. É o papel dele, e ele está fazendo muito bem. Tenho certeza que as negociações estão bem avançadas”, revelou. “Fizemos contratações pontuais. Estão faltando só duas contratações, e aí o elenco se fecha. A equipe está altamente empenhada”, completou.

Antes de finalizar a passagem no comando administrativo do Carcará, o gestor busca embalar a construção do Centro de Treinamentos do clube. Segundo ele, a ideia é finalizar a entrega ou entregar para o sucessor em andamento.

Deixe seu comentário!

1 Trackback / Pingback

  1. Rossi e Matheus Bahia liberados para reforçar o Bahia na reta final da Série A

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*