Sem efeito suspensivo, atacante Jô não enfrenta o Bahia hoje às 21h30

Atacante é um dos sete desfalques do time paulista

Até que o Corinthians tentou, mas fracassou no intuito de ter o atacante Jô contra o Esporte Clube Bahia, nesta quarta-feira, às 21h30, na Neo Química Arena, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro. Por falta de tempo hábil, o clube não conseguiu o efeito suspensivo e assim o atacante está fora do duelo. Sem alternativa, o clube buscará o recurso para que o jogador possa atuar contra o Sport-PE, na próxima na quarta-feira, em Recife. O corintiano foi inicialmente denunciado por “praticar agressão física”, prevista no artigo 254-A do Código Brasileiro de Justiça Desportiva. A punição variava de quatro a 12 jogos. Um vídeo do lance foi analisado pelos cinco auditores na última segunda-feira.

 

O atacante Jô, do Corinthians, foi julgado nesta segunda-feira pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) pela suposta agressão ao zagueiro Diego Costa, do São Paulo, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro. O atleta alvinegro foi punido com duas partidas de suspensão, virando desfalque contra Bahia e Sport. O centroavante foi julgado originalmente no artigo 254-A do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva), que remete a agressão física. No entanto, após discussões entre os membros do tribunal, ele foi passado para o artigo 250, que fala em ato hostil.

A confusão foi no clássico disputado em 30 de agosto, no Morumbi. Em campo, o jogador não foi punido, apesar de o lance ter sido revisado pelo VAR. Segundo Leonardo Gaciba, chefe de arbitragem da CBF, a cabine analisou o momento errado do vídeo – quando Jô e Diego ficam cara a cara.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*