Bahia busca virada histórica para conquistar o 4º título de Nordestão no Século XXI

Fernandão é a esperança de gols do time tricolor nesta terça

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Enfim, vamos conhecer o campeão da Copa do Nordeste 2020, que pela primeira vez na história foi realizada em sede única, com Salvador sendo a cidade escolhida, por conta da pandemia do coronavírus. Nos primeiros 90 minutos, o Ceará saiu na frente ao vencer o Esporte Clube Bahia por 3 a 1, no Estádio de Pituaçu, palco também da partida de volta marcada para às 21h30 desta terça-feira. Os gols do Vozão foram marcados por Fernando Sobral, Cléber (ex-Vitória) e Mateus Gonçalves. Fernandão anotou o gol tricolor. Sob desconfiança do torcedor, o Tricolor tentará algo que somente o América de Natal conseguiu: reverter a derrota no jogo de ida da final da Copa do Nordeste.

 

Nas 13 edições que houveram jogos de ida e volta, dez teve um vencedor no jogo de ida. Em nove, o time vencedor do primeiro jogo foi campeão. O único time que perdeu o primeiro jogo e conseguiu a virada na partida de volta foi América-RN, na época comandado pelo técnico Arthuzinho, e sagrando-se campeão em cima do Vitória. Hoje o Esquadrão precisa de pelo menos dois gols de diferença para decidir nas penalidades ou um improvável 3 a 0 para conquistar a taça no tempo normal. Improvável pelo futebol que o time de Roger Machado vem apresentando.

O título da Copa do Nordeste poderia coroar a boa gestão do presidente Guilherme Bellintani, que desde que assumiu, ganhou apenas dois títulos baianos, muito pouco pelo enorme investimento, o maior entre os clubes do Nordeste. A conquista do Nordestão se tornou uma obrigação e além do sucesso esportivo, traz uma boa compensação financeiro, afinal, o campeão embolsa R$ 1 milhão, enquanto o vice-campeão ficará com R$ 500 mil. No entanto, vale frisar que a cada fase que o clube avança, fatura uma quantia. O Bahia já garantiu R$ 2,875 milhões por ter disputado as fases de classificação (R$ 2,2 milhões), quartas de final (R$ 300 mil) e semifinal (R$ 375 mil). Com isso, se for campeão, chegará a um lucro total de R$ 3,875 milhões, além disso, garante vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil de 2021 e se tornaria o primeiro time a ganhar quatro troféus de Copa do Nordeste no Século XXI.

É muita coisa em jogo, porém, os jogadores do Bahia apesar de terem seus salários em dia, jogaram no último sábado como se estivessem disputando uma partida qualquer, sem brio, sem vibração, sem vontade. Para a sorte deles, não havia torcida no estádio, afinal, sairiam de campo sob uma forte e merecida vaia. Mas como disse o professor e Roger Machado, ainda há chance para fazer diferente. É isso que o torcedor espera, afinal, perder o terceiro título de Copa do Nordeste nas últimas seis edições é algo decepcionante, e novamente para o Ceará que caminha para se tornar o carrasco tricolor no torneio e pior, atuando os dois jogos em solo baiano. Se der Vozão, será o terceiro título de uma equipe cearense nos últimos seis anos.

Outro fato importante a citar é que a Lampions League retornou com força e mais repaginada em 2013 e até então nenhum clube conquistou dois títulos, o que irá acontecer esse ano. O Bahia, tricampeão, levantou a taça em 2017 com Guto Ferreira (hoje treinando o Ceará), enquanto o Ceará foi campeão pela primeira vez em 2015, justamente em cima do Tricolor, curiosamente, vencendo o primeiro jogo por 1 a 0 na Fonte Nova contando com um frango do goleiro Jean, assim como no jogo do último sábado em que alcançou o empate contando com bate cabeça entre Juninho Capixaba e o goleiro Anderson. Novamente sem Gilberto, lesionado, a esperança de gols do tricolor é o atacante Fernandão, que marcou três vezes nos últimos quatro jogos (contra Náutico, Botafogo-PB e Ceará).

VEJA TAMBÉM

Deixe seu comentário!

1 Trackback / Pingback

  1. "Falei brincando que encerraria no Bahia, mas a torcida me rechaçou", diz Daniel Alves

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*