Bahia relembra viradas históricas na véspera da decisão contra o Ceará

Bahia precisa vencer ao menos por dois gols de diferença para decidir nas penalidades

O Esporte Clube Bahia tem uma missão para lá de complicada nesta terça-feira (04). Após perder o primeiro jogo por 3 a 1, precisa vencer o Ceará por dois gols de diferença para decidir o título da Copa do Nordeste na disputa por pênaltis ou vencer por três gols de diferença para conquistar a taça no tempo normal. O histórico do Nordestão mostra que nas dez edições com jogos de ida e volta na final, dez teve um vencedor no jogo de ida, porém, apenas um time conseguiu reverter. O América-RN diante do Vitória, em 1998. Por outro lado, a história do Bahia é marcada por viradas históricas. Em vídeo publicado nas redes sociais, o clube relembrou algumas dessas viradas (veja o vídeo ao final do texto).

 

Entrevista nesta segunda-feira, o meia Rodriguinho comentou sobre o vídeo e disse ter ficado emocionado. “Realmente, vi o vídeo (de campanha feita pelo clube nas redes sociais) e me emocionei por ter essa possibilidade de poder fazer história aqui no Bahia com esse título. E, como foi relembrado em outras vezes, é possível. O grupo tem que estar muito ciente disso, para que a gente não desista nem um minuto, mesmo na adversidade, na dificuldade. A equipe vai ter a garra necessária para buscar o resultado.

 

Ver essa foto no Instagram

 

⭐ O jogo só acaba quando termina. ⭐ #BBMP

Uma publicação compartilhada por Esporte Clube Bahia (@ecbahia) em

Deixe seu comentário

1 Trackback / Pingback

  1. Destaque no 1º jogo, meia quer o Ceará com o mesmo espírito diante do Bahia

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*