Bahia vence o Jacuipense e encaminha vaga na final do Campeonato Baiano

Bahia volta a enfrentar o Jacuipense no domingo, às 16h, em Pituaçu

Um dia após o time principal vencer o Confiança por 1 a 0, em Pituaçu, e garantir classificação para a final da Copa do Nordeste para enfrentar o Ceará, o Esporte Clube Bahia, agora utilizando um time alternativo, entrou em campo na noite desta quinta-feira (30) e encaminhou a vaga na decisão ao vencer o Jacuipense, pelo placar de 2 a 0, atuando no Estádio Eliel Martins, na cidade de Riachão do Jacuípe, pelo jogo de ida da semifinal do Campeonato Baiano. Os gols foram marcados por Marco Antônio, aos 36 minutos do primeiro tempo, e Alesson, aos 18 minutos da etapa final. Com o triunfo, o Esquadrão agora pode perder até por um gol de diferença que garante vaga na final do Baianão. O Leão do Sisal precisa devolver o placar para levar para os pênaltis ou vencer por três gols para se classificar no tempo normal.

 

O Esporte Clube Bahia, agora utilizando o time principal, volta a campo neste sábado (1º) para o primeiro jogo decisivo da final da Copa do Nordeste, contra o Ceará, às 16h, no Estádio Metropolitano de Pituaçu, mesmo palco da segunda partida, marcada para terça-feira, às 21h30. No entanto, no domingo, o time alternativo entra novamente em ação para a partida de volta contra o Jacuipense, às 16h, no Estádio de Pituaçu.

Um dos destaques da partida, o meia Marco Antônio chegou a ser dúvida na véspera do jogo após testar positivo para covid-19 em exame da CBF e ficar de fora do confronto contra o Confiança. Porém, a contraprova deu negativo e ele foi liberado para atuar, marcando o primeiro gol e chegando a 3 gols em 5 jogos na temporada. Roger Machado mandou o time a campo com: Mateus Claus; Nino Paraíba, Wanderson, Ernando e Zeca; Ronaldo (Alesson), Jadson, Elton e Daniel (Edson); Marco Antônio (Edilson) e Saldanha. Destaque também para a atuação segura do goleiro Mateus Claus, com boas intervenções.

O outro finalista sairá do confronto entre Atlético e Juazeirense. Nos primeiros 90 minutos, deu Carcará. Atuando no Estádio Adauto Moraes, em Juazeiro, o Atlético de Alagoinhas goleou, de virada, pelo placar de 4 a 1. O Cancão de Fogo abriu o placar com gol contra de Saulo, porém, o time de Agnaldo Liz virou com gols de Magno Alves, Edilson, Lucas Alisson e Dedeco. Com isso, o Atlético pode perder por até dois gols de diferença no domingo, no Estádio Antônio Carneiro, e ainda assim garante a vaga na final. A Juazeirense, que não perdia em casa desde abril de 2018, precisa vencer por quatro gols de diferença para se classificar no tempo normal, ou por três gols para levar a decisão para a disputa por pênaltis.

VEJA TAMBÉM:

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*