Estádio do Vitória pode ter gramado sintético ainda este ano

em recente entrevista, o presidente Paulo Carneiro admitiu o desejo

O futebol na Bahia e no Brasil continua parado em decorrência da grave crise sanitária que assolou o mundo inteiro e que no Brasil já infectou 577.413 pessoas e matou até agora 32.117 considerando os números nada confiáveis do Ministério da Saúde que completa amanhã, 20 dias sem um titular na pasta e que de forma interina, é comandada por um general que não entende absolutamente nada do assunto, em típico descaso e desapreço do Governo Jair Bolsonaro com a população brasileira desde o início da pandemia.

 

Até o momento nem mesmo os clubes baianos obtiveram autorização do estado para voltar os treinamentos, enquanto isto, o Esporte Clube Vitória iniciou reforma no gramado do Estádio Manoel Barradas Carneiro. Não existe qualquer posição oficial, porém, especula-se que o clube deve optar pelo gramado sintético como utilizado pelo Athletico Paranaense.

Os rumores acontecem pelo fato do atual presidente do clube, Paulo Carneiro, em recente entrevista admitiu o desejo de implantar o campo sintético, inclusive revelando já ter uma proposta e orçamento em cima da mesa. No entanto, segundo a direção do Leão, as obras que estão sendo feita no momento é um procedimento normal quando não tem atividades seja confirmar ou negar a troca do gramado.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*