Contrato chega ao fim e lateral não deve permanecer no Bahia

Giovanni não atuou um jogo sequer na atual temporada

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Contratado em julho de 2019 para fazer sombra a Moisés, o lateral-esquerdo Giovanni teve o seu contrato encerrado com o Esporte Clube Bahia no dia 31 de maio e, ainda sem a movimentação da diretoria para prorrogar o vínculo, tudo indica que deixará o clube, o que já era esperado, não somente pela crise do coronavírus que diminuiu as receitas dos clubes, mas também por não ter agradado. O jogador sofreu uma lesão no tendão de Aquiles e não atua desde o fim da última temporada. Entrou em campo apenas 10 vezes no ano passado, pelo Campeonato Brasileiro. Além disso, no início do ano, a diretoria buscou as contratações de Juninho Capixaba e Zeca para a posição.

 

Natural de Santos-SP, Giovanni Palmieri dos Santos, de 30 anos, surgiu nas divisões de base do Noroeste e acumula passagens por Botafogo-SP, Guaratinguetá, Criciúma, Fluminense, Náutico, América-MG. Antes de chegar ao Bahia, estava defendendo a Ponte Preta no Campeonato Brasileiro da Série B. Ele é irmão do também lateral-esquerdo Emerson Palmieri, do Chelsea.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*